“Eu sempre fui cantada por garotos. Mas, eu não gosto”, revela Claudia Raia sobre seu interesse por homens maduros

Publicado há 4 anos
Por Redação
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Salete, personagem de Claudia Raia em A Lei do Amor, é louca por homens mais jovens. Na trama de na trama de Maria Adelaide Amaral e Vincent Villari, a personagem não perde tempo e cai matando em cima dos novinhos.

Mas na vida real, Claudia Raia afirma não ter interesse por homens mais novos, ela gosta mesmo é dos maduros.  “Eu sempre fui cantada por garotos. Mas, eu não gosto. Eu nunca gostei de gente mais jovem para se relacionar. Nem quando eu era jovem. Eu nunca gostei de meninos da minha idade. Eu sempre namorei homens 10 anos mais velhos que eu. O Jarbas Homem de Mello, meu atual namorado, é o mais jovem. Ele tem 47 anos e eu, 50. A mesma geração”, revela a artista.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Vale lembrar que Claudia tem uma extensa lista de ex-namorados e maridos como Raul Gazolla, Faustão, Jô Soares, Alexandre Frota e Edson Celulari.

Salete é um mulherão assim como Claudia e deixa os rapazes de queixo caído. Mas ela também é uma mulher forte e guerreira o que acaba assutando os rapazes. “Eu não só intimido a juventude. Mesmo quando eu era jovem, eu intimidava todo mundo. Como eu tenho um jeito muito moleca de ser, eu, Claudia. Eu tenho muito esse público jovem. Sempre! Em todos os meus trabalhos. É impressionante isso. Eu sou uma mulher que vou fazer 50 anos em dezembro. Eles nem são da minha geração. Meu trabalho é tão ligado à comédia, que eu atraio esse tipo de público. O meu fã clube são de adolescentes”, relata.

Confira na íntegra a entrevista com Claudia Raia:

Conte-nos um pouco da Salete?
“Ela é uma pessoa livre! Ela vai se apaixonar por um dos frentistas. Não sei quem é o escolhido ainda. Mas é uma relação bem forte. Gosto de deixar bem claro que a Salete é solteira. Ela sai com uma pessoa ou outra. Ela é uma mulher bonita, sensual. A tradução da mulher moderna. Compreende? Tanto é que os meninos saem com ela por causa disso. Ela é linda! Ela é mãe. Por ser mãe ela vai ser presa? Vai viver em uma jaula? Ela é solteira. Ela vive a vida! Literalmente… Por exemplo, um dos meninos casa, e vem se engraçar com ela. Ela dá uma lição de moral nele. Ela é bem moralista. Não é uma mulher vulgar. Ela é livre. Ela é uma personagem cebola. Ela é cheia de camadas. Ela é um personagem que conversa com a comédia, que anda pelo drama, a vida dela é dura, dura, dura. Ela é uma mulher muito alegre. Ela aprendeu a dar a voltar por cima sempre. Ela é meio Fênix, sabe? Ressurge das cinzas. A Salete é uma heroína moderna. Ela é meio que a rainha de São Dimas. Salete é uma boa alma. É isso.”

Salete já está fazendo sucesso nas ruas?

“Ainda não sei. Eu não moro mais no Rio de Janeiro, e, sim, em São Paulo. Ainda não me abordaram em nenhum posto de gasolina não. A novela está ainda no inicio no ar. Mas tenho certeza que a personagem fará sucesso, sim.”

Você já foi mãe de vários atores na dramaturgia. É verdade que essa amizade você carrega para a vida toda?

“Sim! Em tenho meus filhos de profissão, que são: Paolla Oliveira, Mariana Ximenes, Fernanda Souza e Cauã Reymond. As duas filhas dessa novela também eu irei levar como filhas. É isso.”

Qual a lei do amor em sua opinião?

“O amor é a lei da vida. Acho que ninguém sobrevive sem um grande amor. Eu acho que é isso.”

Qual o personagem que você gostaria de fazer, que você ainda não fez na TV?

“Tem tanta coisa para fazer. Vamos falar nesse trabalho agora. Salete está me deixando tão feliz. Estou muito animada fazendo essa personagem. Eu nem estou pensando no próximo trabalho. Esse está tão bacana. Enfim.”

Seu shape é perfeito. Fez alguma preparação especial para compor o visual da Salete?

“Não, não. A preparação da gente não foi para o lado da sensualidade. E, sim, para outra coisa. Eu malho bastante. A minha vida é malhar, fazer aula de balé. Eu faço musculação, faço aeróbico, faço aula de balé. Mas eu faço isso sempre. Nada mudou por causa da personagem.”

Depois dos 40, você sentiu alguma diferença em seu ritmo físico?

“Olha, eu vou fazer 50 anos em dezembro. Não são 40 e poucos. Eu tenho quase 50 anos. É difícil ser Claudia Raia. É bem danado. É suor e lagrimas. Não é brincadeira não. Sabe que não. A única coisa que eu sinto o corpo é quando eu não durmo bem. Durmo mal uma noite. Quando eu durmo pouco, é a hora que eu sinto que eu não tenho mais 20 anos. O resto, eu tenho certeza que eu tenho 20 anos. De energia, sabe? Eu tenho uma animação. Sou praticamente uma adolescente.”

A novela fala sobre politica. Qual a sua opinião em relação a esse tema?

“Ela vai ser a prefeita de São Dimas. Eu não me posiciono mais nada em relação à politica. Nem se minha mãe se candidatar, eu faço campanha para ela. Nunca mais. Aqui, e em qualquer lugar é complicado opinar sobre politica. O artista não tem que se meter com politica. Politica é uma coisa a parte. Eu me envolvo como cidadã. Mas não como artista.”

Ela vai ser uma grande politica?

“Sim! Ela vai ser uma grande politica e vai ser perseguida pela Magnólia. Ela vai furar todo o esquema. Ela é muito querida. Ela vai trazer o que há de melhor na politica para a cidade. Ela vai acabar com toda aquela sujeira. Ela seria um modelo. E, é o que a gente quer passar para o público. Ela vai trazer uma coisa muito legal. Não tenho dúvidas em relação a isso.”

Como você vê a mulher na politica?

“Eu acho uma maravilha. A mulher é multifacetada. A mulher consegue fazer muita coisa. Eu acho que politica é um pouco isso. Eu acho que a mulher se dar muito bem na politica.”

O que você tem em comum com a personagem?

“Eu acho que a generosidade. Isso é um fato em comum.”

Você faz dieta?

“Faço sim. Tenho uma nutricionista que cuida de tudo.”

Você acha que essa personagem vai fazer você ser olhada com outros olhos pela juventude? Ou vai ter uma certa intimidação por ser você?

“Eu não só intimido a juventude. Mesmo quando eu era jovem, eu intimidava todo mundo. Como eu tenho um jeito muito moleca de ser, eu, Cláudia. Eu tenho muito esse público jovem. Sempre! Em todos os meus trabalhos. É impressionante isso. Eu sou uma mulher que vou fazer 50 anos em dezembro. Eles nem são da minha geração. Meu trabalho é tão ligado à comédia, que eu atraio esse tipo de público. O meu fã clube são de adolescentes.”

Você é muita cantada por garotões?

“Um pouco! Eu sempre fui cantada por garotos. Mas, eu não gosto. Eu nunca gostei de gente mais jovem para se relacionar. Nem quando eu era jovem. Eu nunca gostei de meninos da minha idade. Eu sempre namorei homens 10 anos mais velhos que eu. O Jarbas, meu atual namorado, é o mais jovem. Ele tem 47 anos e eu, 50. A mesma geração.”

Você tem muita coisa em comum com a Salete?

“Mais ou menos (risos). A coisa do físico sim. O que eu tenho de mais parecido com ela é a generosidade. Essa coisa de ajudar o outro. É uma coisa muito minha. Desde sempre.”

O que distancia você da personagem?

“Ela tem uma história de vida bem diferente da minha. É uma figura muito popular. Ela é povão.”

Você vai fazer 50 anos. Bate alguma crise?

“Não! Nada, nada. Pode ser que bata no dia 23 de dezembro. Parece que eu acordei e era 2016. Como assim, eu vou fazer 50 anos? Eu nem percebi (risos).”

Você pensa em ser avó?

“Avó? Deus me livre! Você está me rogando essa praga? Meu filho tem 19 anos. Pelo amor de Deus! Não vai acontecer. Ele foi bem instruído para isso não acontecer (risos).”

O figurino da personagem está incrível. Você acha que vai cair no gosto popular?

“Está bem legal, né? Quando a gente faz um personagem, a gente não faz para isso. Claro que ditar moda é muito legal. Eu acho que a novela tem essa função também. De trazer um pouco o estilo dos personagens para a rua. E as pessoas se sentirem um pouco Salete. Acho que vai pegar. Ela é muito popular.”

ENTREVISTA REALIZADA PELO JORNALISTA ANDRÉ ROMANO

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio