“Eu demorava cerca de duas horas para preparar o personagem fisicamente”, diz ator de Supermax

Publicado há 4 anos
Por Redação
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Confira entrevista com Márcio Fecher, ator que interpreta o pastor Nonato em ‘Supermax’.

A série é uma criação de José Alvarenga Jr., Marçal Aquino e Fernando Bonassi e tem direção geral de José Alvarenga Jr. A atração vai ao ar às terças-feiras na Globo, depois de ‘Nada Será Como Antes’.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Quem é o pastor Nonato?
É uma pessoa que teve um passado de escolhas difíceis e, ao encontrar a sua mulher, se converte ao Evangelho e se transforma em um pastor fervoroso, que acredita na palavra de Deus como fonte de transformação. Ele se muda com a mulher e o filho para aquela região para levar a palavra de Deus, depois que sabe que a empresa da construção do presídio vai levar vários operários.

Como se deu a transição dele para a dedicação à Bíblia e o caminho inverso?
A transição se dá a partir do momento em que o pastor, a partir da sua crença e fé, se vê desolado com a doença que acomete sua família. Isso passa a ser uma ameaça a ele. Nonato é tomado pela raiva e pela constatação de que Deus não está mais ao seu lado. A transição é esse choque. Ele inverte seus valores completamente e sente a necessidade de fazer a mesma coisa que fazia para o bem: multiplicar a sua família, mas agora através dos valores inversos. Ele se denomina o Baal e passa a acreditar naquilo, com a lucidez do mal.

O que o público pode esperar da relação dele e sua ‘tribo’ com os confinados do presídio nos dias de hoje?
Ele cura aquelas mulheres e acredita que isso lhe trouxe um poder e, por isso, elas têm que servi-lo a partir de então. Ele se acha o todo poderoso.

Como foi a sua preparação para o personagem?
A preparação começou com a consciência de quem era Nonato: um homem com uma vida intensa e mundana antes de conhece a sua mulher Nadir. A partir daí, construir o Baal foi mais entender o que ele construiria a partir daquela situação, com um Nonato morto, de valores invertidos.

E os efeitos visuais para se tornar um Baal? Quanto tempo demorava para se aprontar?
Eu demorava cerca de uma hora e meia a duas horas para preparar o personagem fisicamente. Tinha que raspar a sobrancelha, todos os cabelos do corpo (braço, perna, peitoral), além da colagem das cicatrizes, a aplicação do barro etc. Eu aproveitava esse momento para ir entrando no personagem. Foi muito trabalhoso, mas muito prazeroso construir um personagem tão difícil e trazer isso com verossimilhança. Depois das cenas, tinha mais uma hora para me desmontar e ir para casa.

O foco dele e da tribo é predominantemente nas mulheres? Por quê?
Ele quer multiplicar seus filhos e o seu exército. Ele se denomina o rei da cura de todas as enfermidades.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio