“Está tudo confirmado para 2019”, diz Léo Sampaio sobre SBT Folia em Salvador

Publicado há 3 anos
Por Gabriel Vaquer
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Um dos principais apresentadores locais do Brasil, Léo Sampaio apresenta desde 2003 o Se Liga no Pida!, que é uma entidade da televisão baiana, e apresentado por TV Aratu, afiliada do SBT. Respeitado por artistas e sucesso de Ibope, o programa esta prestes a completar 15 anos no ar em Salvador.

Para os telespectadores, muita festa: quem debutar junto com o programa em agosto, pode ganhar uma festa temática com tudo que tem direito. Léo dá a deixa e fala também sobre o sucesso da atração de festas.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Veja mais: Record comemora audiência em Salvador e lidera com programas locais e nacionais; veja números

Léo desmente que o SBT venha a abandonar a cobertura do Carnaval de Salvador no próximo ano: “Eu entrei em contato com o pessoal do SBT, com o pessoal da transmissão, e falaram que por enquanto tudo era um grande boato, porque por enquanto está tudo confirmado para 2019”.

Por fim, ele celebra os 15 anos da atração: “É uma luta a gente tentar manter o padrão do Pida, a qualidade do programa, a qualidade das matérias e ter esse retorno do telespectador, que é o carinho, esse é o retorno”.

Veja também

As Aventuras de Poliana tem estreia incrível em Salvador e atinge picos de 21 pontos

Segundo Sol: Luzia encontra Karola pela primeira vez após vinte anos em Salvador

Leia a entrevista na íntegra:

Observatório – Eu queria que você falasse do Se Liga no Pida, que é o programa que você trabalha desde 2003.

Leo Sampaio – Isso, estreou em 2003 e esse ano vamos completar 15 anos, vamos debutar 15 anos consecutivos no ar.

Observatório – E o que vai ter de festa?

Leo Sampaio – Olha, estamos tentando programar algumas coisas no ar, algumas ações, não festas, mas ações e promoções que a gente consiga abraçar a cidade, consiga abraçar o soteropolitano, todo o Estado e os telespectadores que sempre nos deram essa audiência. A gente quer presentear com ações e promoções para todos eles. Eu não tenho como confirmar ainda porque está sendo tudo estudado, tudo articulado para que a partir de julho, todas essas ações e promoções entrem no ar, para a gente comemorar esses 15 anos, do Se Liga no Pida. Vai ser bem bacana.

Observatório – É um décimo quinto ano fantástico, né? Porque vocês trocaram de horário no ano passado e está uma explosão… 

Leo Sampaio – Dois horários na verdade, a gente saiu do meio dia e pouco e foi para o horário das dez, aí ficamos um ano e meio no horário das dez da manhã, que no início eu fiquei muito apreensivo porque é uma mudança muito radical. A gente sempre teve uma vida toda no horário do meio dia e aí quando e aí quando começamos a exibir às dez horas foi um susto para mim, porque teve uma audiência muito bacana, excelente e renovou o público jovem que não acompanhava o Pida, uma galerinha, porque a gente vinha de um desenho animado e pegou uma galerinha de dez, onze anos, que começou a acompanhar o Pida. Eu comecei a sair na rua e ver essa galerinha fã do Pida, isso foi bacana porque isso é uma renovação de telespectador, isso é muito importante. Depois retornamos para o horário de meio dia e agora mudamos de novo, já tem um ano na verdade que mudamos para o horário das uma e trinta e cinco.

Observatório – Você está numa fase de audiência fantástica, né?

Leo Sampaio – É uma luta a gente tentar manter o padrão do Pida, a qualidade do programa, a qualidade das matérias e ter esse retorno do telespectador, que é o carinho, esse é o retorno. Esses números dessa audiência, que todo mundo entra nessa guerra por essa audiência, mas eu sempre falo que esses números significam carinho. Se o telespectador não está gostando, você automaticamente não está correspondendo às expectativas dele, mas já que os números estão bons, é porque o carinho também está muito bacana.

Observatório – Para quem está fora do Nordeste, o Pida é um dos percussores daqueles programas que cobrem não só festa, mas que faz um entretenimento bem característico daqui…

Leo Sampaio – A gente fala de música, né? A gente cobre muitos bastidores, viaja muito, mas a temática geral é música. É música aqui no estúdio, é matéria sobre música, as entrevistas com os artistas, as entrevistas são sobre músicas, falar sobre o que eles estão produzindo, agora aquela coisa de entrar para o pessoal, fofoca, eu acho que não, porque já tem muita gente boa que faz isso. A fofoca é especializada, você vê que quem fica nessa parte, são pessoas especializadas para isso, nós temos aí o Leo Dias que é do SBT também, que eu acho que é referência nacional em relação a isso, sobre a vida dos artistas. Então, eu preferi ir por uma outra vertente, a vertente do humor, de brincar com o público e com o artista falar sobre carreira, porque eu acho que quando o artista vai te dar uma entrevista, ele tem um conteúdo muito grande para falar sobre o que está produzindo, sobre música, sobre DVD, bastidores, parceria com artistas e essas coisas todas. Quando o artista não tem muito o que falar sobre isso, aí tudo bem, a gente vai até para um lado pessoal, mas a temática do Pida é música, falar de música e produzir música.

Observatório – Falando em música, você faz o SBT Folia nacionalmente e eu queria que você falasse um pouco não só da cobertura desse ano, mas também nacionalmente, porque recebemos notícias que o SBT iria desistir… 

Leo Sampaio – É menino, como chega para vocês, chega para mim também. Eu estava viajando de férias, quando eu recebi um print do pessoal perguntando se era verdade e eu falei que não sabia (risos). Eu entrei em contato com o pessoal do SBT, com o pessoal da transmissão, a diretora e ela falou que por enquanto tudo era um grande boato, porque por enquanto está tudo confirmado para 2019, a gente não sabe como vai ser o formato, a gente sabe que o formato desse ano que foi um formato todo gravado, não agradou muito os telespectadores, não teve o ao vivo, aquele calor humano, várias pessoas se queixaram, eu recebi todos os tweets, recebi todos os directs. A gente recebe essa informação e isso é importante, porque isso é um feedback, a gente precisa saber o que vocês estão gostando ou não, então a gente recebe isso, eu não respondo porque eu sei que não é uma coisa pessoal, não é diretamente para mim, é para falar sobre o fato que aconteceu no carnaval e aí eu retransmito isso para o SBT falando que foi esse o feedback que eu tive. Então pode ser que para o ano que vem, o formato seja reavaliado pela diretoria e aí a gente veja um outro formato também para a transmissão do SBT, mas que eu saiba está confirmado.

Observatório – É porque um ano sem Ivete, foi um ano muito atípico.

Leo Sampaio – É um ano atípico, a gente não está falando de qualquer artista, a gente está falando dá ‘artista’, uma mulher que mobiliza multidões, uma mulher que mobiliza fãs, mídia, patrocínio, dinheiro e tudo mais, numa festa como o carnaval de Salvador, a ausência dela é notoriamente percebida por todos, é claro que o carnaval de Salvador aconteceu com força, eu cheguei até me assustar num domingo de carnaval e eu cheguei até dizer que nunca vi tanta gente na rua e o pessoal falando que está fraco e não tem mais espaço, chegou a um ponto de ter um engarrafamento de trios, porque os trios não conseguiam andar, devido a quantidade de gente na rua, um exemplo é o camaleão, na hora que ele chegou no SBT, era o horário para estar encerrando, para você ter ideia do que estava acontecendo no domingo.

Eu acho que em relação a isso, ao corpo do carnaval, vai continuar, enquanto tiver gente na rua, o carnaval de Salvador vai continuar sendo a maior festa de rua popular do mundo, sim! Pela diversidade, pela capacidade de gente, pela quantidade de artista em rua, em camarote, são número muito expressivos, agora a ausência da Ivete, todo mundo sentiu, então o ano que vem eu acho que ela vai voltar numa desorientada, pelo que eu estou sabendo se prepare porque vamos ter uma overdose de Ivetinha, overdose não porque muito Ivete é sempre bom. Se preparem porque ela vai vir com força total de quinta a terça-feira, eu estou sabendo de algumas coisas que já estão fechadas para ela participar, mas ela vai vir do tipo: ‘deixei um ano para vocês ficarem aí, agora me aguardem’.

Observatório – Eu queria que você falasse dos seus planos para 2018…

Leo – É isso aí, nós vamos comemorar os quinze anos, quinze anos do Pida, vamos ter várias ações promocionais, vamos tentar ter a grande comemoração no mês de agosto, só vou dar uma dica, você menina que vai completar quinze anos no mês de agosto desse ano, fique aguardando, viu? Você que vai debutar, que sonha em ter uma festa de quinze anos, uma festa completa, com príncipe, com buffet, com bebida, com a família, com os amigos… Espere pra ver.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio