“Está sendo um desafio muito grande”, revela Vitória Strada sobre sua segunda protagonista em Espelho da Vida

Publicado há 2 anos
Por Henrique Carlos
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Atualmente no ar como Cris e Julia Castelo em Espelho da Vida, a atriz Vitória Strada está em sua segunda novela da carreira e com sua segunda protagonista. Construindo uma carreira de sucesso dentro da TV Globo, a atriz tem sido bastante elogiada pelo seu trabalho e sua simpatia, provando que tem folego para se sustentar por muito tempo na teledramaturgia. Em entrevista ao Observatório da Televisão, a atriz falou sobre sua vida pessoal e como está sendo a atual fase da novela.

Leia também: Daniel faz ensaio inspirado no quadro de Julia

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O que você acha da novela atualmente?

Continuo na expectativa. Esses dias me falaram que faltavam dois meses para acabar, mas eu falei que ainda tem tanta coisa para acontecer. Eu continuo na mesma empolgação de pegar os blocos de capítulos para ler, mas também acho que é uma novela que poderia ser uma série. Ela é cheia de acontecimentos, a gente sempre quer saber o que está por vir, é muito gostoso tanto de ler, quanto fazer.

Personagem

Você interpreta três personagens, como você faz para diferenciar uma da outra?

É bem complicado, eu tive que realmente me dividir esse ano e ano passado. Mas eu confesso que às vezes a Vitória fica perdida. Atualmente eu me acho mais nos meus personagens do que na Vitória. Está sendo um desafio muito grande, porque é muito complexo contar essa história de vários ângulos.

E os encontros que ainda vão acontecer na trama?

É uma confusão (risos). Eu fui no médico esses dias e uma senhora me perguntou: ‘Você faz aquela novela maluca?’. Mas eu ainda não sei como vai ser tudo isso, eu estou muito na expectativa. Confesso que essa é uma novela que vendo a história no ar, a gente já imaginava algumas coisas, mas quando você lê, você também fica como um espectador que não sabe. Eu tenho as minhas torcidas, inclusive para com quem ela acabe junto, mas eu entendo que o Alain é um cara que está evoluindo muito.

Passado

Você iria tão fundo quanto a Cris, para reviver o passado?

Eu acho que as justificativas da Cris para ter vivido tudo isso, são muito claras. Ela deixa muito claro que quando ela teve medo no início, ela tentou fugir. Mas as coisas foram acontecendo de forma tão intensas para ela, que ela não teve como fugir. Me colocando no lugar dessa menina, se fosse possível realmente ultrapassar um espelho e voltar para o passado, eu acho que teria essa curiosidade também. E acho que é muito mais do que descobrir a própria história. É muito mais do que simplesmente querer descobrir ou não.

Qual casal você shipparia?

É muito difícil sendo muito sincera, porque eu acredito nesses dois amores. Tem o meu lado romântico que acredita nesse amor puro, nesse amor lindo, mas também tem o meu lado que acredita nesse amor que um aprende com o outro e pode evoluir os dois juntos.

Carreira

Essa é a sua segunda protagonista, você lutou bastante por isso. Como é para você atuar com esses grandes nomes?

É muito importante, eu aprendo diariamente. A Suzana Faini é uma atriz que eu não tenho palavras, às vezes ela se sente insegura e eu fico pensando: ‘Como assim?’. A Irene é minha melhor amiga aqui, ela é um grande presente que eu ganhei esse ano. A Julia Lemmertz é minha família praticamente, a gente tem um relacionamento de família. É isso que estou aprendendo, é a minha segunda novela e estou começando agora. É um presente e não só quando me perguntarem sobre contracenar, mas a experiência de estar com essas pessoas.

Você mudou muito desde a sua primeira novela?

Eu realmente aprendi muito em vários aspectos de amadurecer como atriz, de ter um desafio completamente diferente de tudo. O Pedro (diretor) falou que seriam três personagens, mas é uma evolução muito grande, um desafio muito grande. Só aí eu já me sinto outra pessoa e também estou no momento que eu tenho 22 anos e estaria em um momento muito especial de evolução independente da novela ou não.

Protagonista

Quando caiu a ficha de que você era uma protagonista?

Eu não sei, acho que eu estou aprendendo ainda. Tem certas chaves que eu nem quero virar muito. Ter aquilo de ‘aí quando eu estiver em tal lugar, eu tenho que ser uma coisa’. Eu não quero deixar de ser natural, acho que essa é a resposta. Quanto a repercussão, eu sempre recebo com um carinho muito grande. Tem gente que não acredita que sou eu, quando eu vou em alguns lugares sempre tem quem pergunta.

Essa é sua segunda novela e sua segunda protagonista, talvez desperte inveja entre atrizes novas e classe artística. Como você lida com isso tudo e as críticas também?

Eu penso na inveja como uma coisa ruim, mas se a gente pensar que cada um tem o seu caminho e cada um pode brilhar individualmente no seu caminho, porque eu vou ter inveja de alguém? Mesmo que você queira ser ator e eu queira ser atriz, você pode ser e eu também posso ser. A princípio, a gente vive em um mundo onde tem muito julgamento. Muita gente achando que para conquistar o caminho só há aquele jeito, que precisa chegar lá e precisa ser único, mas porque não pode chegar lá junto?

Sua mãe é daquelas que você saiu na capa de revista, ela vai lá e guarda a página em uma pasta?

Minha mãe é maravilhosa, ela é incrível. Mas eu acho que ela ainda está aprendendo a lidar com as coisas. Quando eu não consigo responder alguma fã ou alguma coisa, aí ela vai lá e tenta responder. Esses dias uma fã minha me mandou um presente, e mandou um presente para a minha mãe também, aí ela falou: ‘Agora eu também tenho recebidos’.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais