“Ela não é vilã”, garante Adriane Galisteu sobre Zelda, sua personagem em O Tempo Não Para

Publicado há 2 anos
Por Henrique Carlos
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Após participar o quadro Dança dos Famosos do Domingão do Faustão, Adriane Galisteu está de volta à TV. A atriz e apresentadora dará vida à Zelda em O Tempo Não Para. Melhor amiga da vilã Betina (Cleo), a personagem será uma mulher que perdeu sua fortuna, mas ainda tenta manter pose de granfina.

Em conversa com Galisteu, ela contou que Zelda está longe de ser uma vilã, mesmo que suas atitudes deem a entender isso. Morena, ela disse que reconhece a personagem nesse visual muito mais do que reconheceria a si própria. Confira o bate papo completo:

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Leia também: Emilly Araújo posa radiante na piscina

Como está sendo estar na Globo, você está muito feliz?

Eu estou muito feliz, é um momento muito especial, eu ganhei um super presente. Eu agradeço todos os dias essa oportunidade, eu sou uma mulher que ganhou alguns presentes profissionais na minha carreira, esse é um deles e tem um gosto muito especial. Eu nunca tinha feito um teste, fiz o teste e cumpri todo o protocolo, são tantos anos de carreira, essa é a minha segunda novela e a primeira na Globo.

A sua personagem é cheia de nuances, não é?

Pois é, é uma personagem que tem uma vida difícil. Porque ela já viveu todo o glamour possível de uma pessoa que gosta de moda e agora ela está numa realidade do nosso país, que não está fácil para ninguém, principalmente para quem trabalha nessa área. Então as pessoas pensam que ela é uma vilã, mas ela não é vilã, ela faz qualquer coisa para não quebrar e aí nessa qualquer coisa, pode ser que ela se atrapalhe.

Adriane Galisteu fala de experiência na Globo

Você vem para a Globo no momento certo, já sabe quem é quem e isso é bonito, né?

Isso, já aprendi a trabalhar e muitas outras coisas, a gente aprende com a vida e eu acho que as coisas acontecem na hora que elas precisam acontecer, a gente é que tem tanta pressa e não tem paciência de esperar acontecer.

E quando você se viu morena, como é que foi o impacto?

Foi um susto, eu pensei: ‘Quem é essa, gente?’ Quando eu estou estudando a Zelda e me olho no espelho, eu reconheço ela, mas não reconheço a Galisteu, acho que era isso que o diretor queria. Eu estava tão preparada para encarar esse desafio, que se eles falassem que eu teria que engordar 20kg, eu iria engordar, porque eu estou totalmente entregue para esse personagem.

Faustão

O Faustão tem algum dedinho nisso?

O Faustão a gente é amigo há muitos anos, ele é um homem que abriu as portas para mim na Dança dos Famosos, mas antes da dança, eu entrei na Rádio Globo, quando eu entrei na Rádio Globo, eu acho que foi ali que eu abri as portas. Eu serei eternamente grata ao Faustão pela oportunidade de me fazer dançar, porque sem dúvida acho que foi por essa minha participação, que as pessoas olharam e pensaram em me chamar para fazer um teste. O Otaviano Costa é outro, porque foi ele que me fez o convite para entrar na Rádio Globo.

Como foi para você esse tempo fora da TV?

Eu nunca parei de trabalhar, eu fiquei seis anos fora da TV aberta, mas nesses seis anos eu estive na TV por assinatura, eu tenho meu canal no youtube, aprendi a lidar com as minhas redes sociais e aprendi a lidar inclusive, com o fato de estar fora e fazer outras coisas, me reinventar mesmo. Tem uma frase que eu adoro e diz que se você quer resultados novos, você precisa fazer coisas novas, se não os resultados são sempre os mesmos. Eu estou completamente disposta e aberta ao novo.

O Tempo Não Para

E depois desses anos todos, falam que você está estreando em uma novela da Globo?

É um outro momento, assim como nas redes sociais, por exemplo no meu canal do youtube, eu tive que me apresentar, tem muita gente que não sabia nem quem eu era, os amiguinhos do meu filho acham que eu sou youtuber, mas eu nunca parei de me comunicar.

O que o público pode esperar dessa personagem?

A personagem é uma figura que ela é uma truqueira, mas ela é uma mulher que carrega a responsabilidade de contar uma história que tem muita gente que vive o que ela vive. Ela tem todo o glamour de ter muita grana, de ser uma pessoa superimportante e de repente ela perde isso, porque o mercado não está fácil mesmo. É uma mulher que está tendo que administrar o fato de não ter grana. Ela não tem nada a ver com a Galisteu, só o branco do olho mesmo. Eu estou vendo, mas eu acho que algumas pessoas que trabalham nesse ramo vão se identificar total, para o público ela abre o jogo, o público vai saber e os amigos na novela não vão saber. O mal dela talvez seja em não abrir o coração.

Teatro

Você vai deixar de fazer teatro?

Eu nunca vou deixar de fazer teatro e eu prometi que eu faria ano sim, ano não ou a cada dois anos, mas eu nunca vou deixar. Minha vida está sendo assim, ano sim, ano não eu estou no palco, ano passado eu fiz Malévola, foi a minha primeira experiência com o infantil, eu nunca havia vivido uma fábula e foi sensacional. Bem ou mal, o teatro me empresta muito para o personagem, porque eu acho teatro o mais difícil de todos, é aquela coisa que abriu as cortinas e você não tem recursos, é você com você mesmo e o público.

Você sente algum medo ou receio das críticas?

Não, depois de tanto tempo de carreira, mas elas vão vir, eu não tenho a menor dúvida e hoje em dia com as redes sociais elas vem mesmo. Eu estou muito tranquila em relação a isso, sei que não vou agradar todo mundo, mas a minha intenção é pelo menos fazer o meu muito bem feito.

*Entrevista feita pelo jornalista André Romano

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio