“É muito legal usar a farda da marinha, é uma honra”, diz Carol Castro sobre figurino de O Tempo Não Para

Publicado há 2 anos
Por Henrique Carlos
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em O Tempo Não Para, nova novela das 19h da Globo, Carol Castro é Waleska. Oficial da marinha, ela será designada a cuidar da operação dos congelados da trama. Responsável legal pela família Sabino Machado, ela se envolverá em problemas e aventuras. O Observatório da Televisão conversou com a atriz durante a festa de lançamento da trama, que contou sobre a disciplinada personagem, sua preparação para vivê-la, e sua emoção ao vestir uma farda da marinha.

Você pode falar um pouco sobre a sua personagem?

“Ela é a Waleska Tibério, ela é uma comandante oficial da marinha, ela é a responsável pela operação dos congelados, uma mulher imponderada, firme e independente. Ela tem uma relação engraçada com a mãe dela, porque a mãe é uma pessoa espalhafatosa, fofoqueira, divertida. A Waleska tem uma relação que ela não assume, com o personagem do Felipe Simas, o Elmo e ela vai se envolver em várias aventuras com os congelados, por ser responsável por eles.”

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Porque ela não assume esse relacionamento?

“Olha, eu acredito que seja pelo fato de ele não ter uma profissão, por ele não ter uma estabilidade, ela acha que uma oficial da marinha precisa ter uma relação com uma pessoa um pouco mais firme na vida. Estou me divertindo muito, é a minha volta pós Nina. Está sendo muito gostoso voltar a trabalhar. Eu estava com saudade, mas uma parte do coração fica em casa.”

Carol Castro fala sobre sua licença maternidade

Quanto tempo você ficou de licença?

“A Nina fez onze meses agora em julho, eu fiquei de licença da Globo por quatro meses, mas acabou que foi um pouquinho mais, porque eu voltei a trabalhar mesmo num ritmo frenético com a Nina com seis meses, foi quando eu comecei a rodar o longa Veneza do Miguel Falabela.”

Quando você fala que vai ter umas aventuras com os congelados, essas aventuras serão para o mal ou para o bem? Ela será uma vilã?

“Não, ainda não a vejo como uma vilã, se bem que novela é sempre uma caixinha de surpresa e tudo pode acontecer. Mas até então ela é muito correta. Ela quer ser responsável por eles e ela tem uma ordem de trazê-los de volta, então ela vai atrás de cumprir a ordem.”

E você vai ter uma relação com o personagem do Raphael Vianna, não é?

“Eu acredito que role alguma coisa, acho que ali do capitão Gonzaga parte alguma coisa, mas o relacionamento dela a princípio é com o Elmo.”

Por se tratar de uma oficial, teve alguma preparação especial para a personagem?

“Eu conversei com um capitão de fragata. De certa forma eu também tive um pouco de preparação na minha vida, porque eu sou neta de um capitão de mar e guerra, que é uma patente acima da Waleska. Quando eu morei em Natal e meu avô morava lá na época, eu tive essa rotina e eu vivi essa visão, um pouco dessa experiência dessa vida militar. De certa forma eu estou me sentindo quase que fazendo uma homenagem ao meu avô, trazendo de volta esse lado da marinha na minha vida.”

Enredo de O Tempo Não Para

Essa história da novela é bastante ousada, você acha que o público pode estranhar um pouco?

“É ousada, mas eu acho tão legal isso, porque ao mesmo tempo que tem esse lado fictício, traz à tona assuntos muito interessantes, principalmente nos textos que eu leio, porque eu leio a novela inteira. Você vê muito os autores falando do tempo, de 132 anos terem se passado e algumas coisas continuarem iguais. A gente vai se dar conta que muita coisa não mudou nesses 132 anos, de uma forma vai criticar, mostrar várias realidades do que estamos vivendo de uma forma divertida.”

Você pensa em ter mais filhos?

“Olha, pensar até penso, mas não agora. Eu quero curtir a Nina, quero voltar a trabalhar, pegar o ritmo e quem sabe quando ela tiver uns 3 anos.”

Você acha que está vivendo o melhor momento da sua vida?

“Eu acho e eu gosto de pensar que sempre o momento que a gente está vivendo agora é o melhor sabe? Porque o agora é o presente, o nome já diz tudo e sempre quando me perguntam do futuro, eu digo que o futuro vai ser consequência do que a gente está vivendo hoje. É legal fazer planos e pensar no amanhã, mas o tempo não para.”

O que tem mais te instigado no trabalho e como é usar a farda da marinha?

“É muito legal usar a farda da marinha, é uma honra, uma grande honra e eu estou muito feliz. Queria muito que meu avô estivesse me vendo de farda, batendo continência.”

Preparação

Como foi a sua preparação pessoal?

“Um grande desafio, eu corri atrás, já vinha me alimentando bem por conta da amamentação e fiz uma dieta mais voltada a isso, bastante saudável, sem aquela coisa de ter que emagrecer porque tem que pensar no leite e na neném, tem que achar um equilíbrio. Foi superintenso porque eu fui para o Uruguai, levei a Nina comigo, depois a gente atravessou o oceano e foi e ficamos uma semana em Veneza.”

*Entrevista feita pelo jornalista André Romano

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio