Dudu Azevedo comenta seu papel como Jesus: “É o maior trabalho da minha vida”

Publicado há 2 anos
Por João Paulo Reis
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Dudu Azevedo é o personagem título de Jesus, nova novela da Record. O ator conversou com o Observatório da Televisão durante o evento de lançamento da trama, e falou sobre a oportunidade de viver o protagonista. Emocionado, ele destacou que é o maior e mais difícil trabalho de sua trajetória profissional. Confira o bate papo completo:

Leia também: Bruna Linzmeyer mostra as axilas e fala sobre representatividade lésbica

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Como está sendo a preparação para viver esse personagem tão notório de nossa história?

“É um trabalho de preparação muito profundo. A gente se apropria de muita coisa. Quanto mais generoso e disponível o ator estiver para a história e para o personagem, melhor ele conta a história. Já venho há algum tempo fazendo isso, inclusive espiritualmente. Venho pedindo para estar neste lugar com excelência além do que o ator pode fazer tecnicamente. Isso tem me transformado muito. Quero que essas emoções ecoem na vida de todas as pessoas que nos assistem também.”

É uma grande emoção né?

“É muito difícil descrever com palavras, porque a gente acaba encurtando o horizonte. Posso dizer que é uma coisa que eu jamais imaginei passar. Nem nos meus sonhos mais ambiciosos tive a pretensão de me imaginar fazendo Jesus. Mas de uma hora para outra recebi o convite e me senti pronto. É um personagem muito grandioso.”

Dudu Azevedo agradece aos profissionais de Jesus

É uma grande produção né?

“Toda a equipe é muito entregue e isso não se limita a mim. Tenho uma equipe que me cerca. Temos operadores e assistentes de câmera que trabalham com lágrimas nos olhos. Não poderia me sentir mais privilegiado. Não posso deixar de honrar a equipe técnica, de direção, produção, caracterização e figurino, que me entusiasmam todos os dias.”

Você perdeu quantos quilos para compor o personagem?

“Perdi seis quilos, mas acho que as coisas externas são as menos importantes. Acho interessante esteticamente, mas isso é detalhe perto das transformações interiores. Mudei um pouco meus hábitos de exercício e de alimentação. Não posso fazer exercícios de hipertrofia e outros que encurtam a musculatura. Não faz muito sentido entrar nesse assunto. As pessoas questionam muitas vezes os cabelos, a cor dos olhos. Acho que o público ao longo do tempo vai perceber que isso é o menos importante. Eu acredito nisso.”

Você já pratica a sua fé?

“Já pratico a minha fé, já tenho fé em Deus, em Jesus Cristo e em mim mesmo. Na minha comunhão com o dogma do amor, com a generosidade, com tudo aquilo que ele nos ensinou. Temos a oportunidade todos os dias de praticar e de ter uma visão generosa perante o mundo. É um constante aprendizado. Isso me faz uma pessoa melhor.”

Gravações

Você já gravou boa parte da história do personagem, né?

“Gravamos quase tudo da Via Crucis até a crucificação. Entre a Via crucis e a crucificação tivemos algumas diárias muito duras de trabalho. Foram dias difíceis, mas ao fim de cada um deles eu me senti muito feliz e emocionado porque a profissão do ator é de talento, é vocação, mas sem dúvida alguma é também uma profissão de perseverança. Encerrar um dia de trabalho duro, longo, sensação térmica de 53 graus, com uma maquiagem pesada de cinco horas, carregando uma cruz de 70 quilos. Ao fim de cada dia desse eu olhava para o céu e agradecia por essa oportunidade. Isso que está acontecendo justifica toda a minha perseverança, justifica eu não ter desistido. É o maior trabalho da minha vida até agora e sem dúvidas está me transformando em uma pessoa melhor. Lágrimas nos olhos.”

Você está preparado para esse personagem?

“Eu venho me preparando há muito tempo como pessoa para viver tudo isso. Uma medalha dessa não vem parar no peito por acaso. Sem falsa modéstia, acho que o preparo técnico é importante, mas o humano é fundamental. E meu filho vem agora para simbolizar essas convergências de coisas maravilhosas que estão acontecendo na minha vida em 2018. Sou o cara mais feliz do mundo.”

*Entrevista feita pelo jornalista André Romano

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio