Debora Ozório revela inspiração para sotaque de Pat em Espelho da Vida: “Vi muitos vídeos da Mariana Rios”

Publicado há 2 anos
Por Henrique Carlos
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Interpretando a divertida Pat em Espelho da Vida, a atriz Debora Ozório tem demonstrado ser um acerto da TV Globo na novela. Na novela das seis, a personagem de 17 anos é fã fanática do ator Mauro César, personagem de Rômulo Arantes Neto, mas nos últimos capítulos da trama está passando por uma mudança radical.

A garota acabou de descobrir que Marcelo (Nikolas Antunes) não é seu pai biológico. Em entrevista ao Observatório da Televisão, a atriz falou sobre sua experiência no folhetim de Elizabeth Jhin e a troca com Luciana Paes. Confira:

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Leia também:Sidney Magal fará participação na reta final de Espelho da Vida

A reação da Pat quando descobre que o Marcelo não é o pai dela é terrível, né?

“Ela vai ficar bem surpresa e tem as consequências, ela é uma jovem que não tem tanta maturidade. Mas as coisas se restabelecem.”

Você acha que pode ser a virada para a Pat entrar na maturidade?

“Acredito que é um susto para ela dar uma amadurecida, enxergar as coisas de um modo diferente. Até na relação dela com a mãe, amadurecer essa coisa delas de mãe e filha.”

Como é ter a Luciana como sua mãe na novela?

“Ela é muito aberta para ouvir, então a gente troca ideias de mãe de filha real.”

Romance

Você acha que agora a Pat vai começar olhar mais o Hugo (Cadu Libonati)?

“Acho que tem chance disso acontecer, porque ela amadurecendo a probabilidade dela valorizar as pessoas que amam e que querem estar perto dela é maior.”

Essa é sua primeira novela?

“Não, eu já trabalhei em outra emissora e já fiz participações aqui na Globo. Como elenco de inicio ao fim, sim. É a minha primeira grande oportunidade e estou aproveitando, eu só tenho a agradecer todo mundo, desde equipe ao elenco.”

E como foi para fazer o sotaque?

“Dá um medo fazer sotaque, porque realmente é uma linguagem que não é a sua de rotina. Eu estudei bastante, assisti muitos filmes, muitos vídeos da Mariana Rios que eu levei como referencia, trocamos muitas ideias juntas e você ouve o sotaque, isso ajuda muito.”

Você foi uma adolescente tipo a Pat ou foi tranquila?

“Fui tranquila até. Eu conversei muito com a Catarina que faz a Michele e ela já foi muito fã, eu peguei muito das histórias dela.”

Mistério

Quem matou a Julia Castelo na sua opinião?

“Olha, para mim foi o Gustavo Bruno.”

Teve uma cena que foi mais emocionante ou mais desafiadora?

“Eu tenho três. Tirando Irene e Ana Lucia, a minha primeira cena da novela que eu fui gravar foi com o João. Quando a Pat finge que está grávida para chamar a atenção do Alain (João Vicente de Castro). E eu estava muito nervosa, afinal, era a primeira cena da novela e era com o João. Mas ele foi incrível e eu fiquei encantada, tudo que eu fazia ele falava que estava muito bom.

E teve a cena com o Marcelo, que foi no inicio também, quando rola a coisa da prisão com o Mauro César e ele vai dar uma lição nela. Eu achei lindo porque é um diálogo que não é tão comum de pai com filha, acho importante. E tem a cena da Pat com a Lenita, que foi uma cena já de reta final e ainda estávamos entendendo como era aquilo, como que uma pessoa se sente descobrindo que o pai não é o pai. Mas eu não sei imaginar muito, não faço ideia da minha reação. A gente gravou essa cena em um período muito curto e me marcou.”

*Entrevista realizada pelo jornalista André Romano.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais