Cláudia Raia brinca com a personalidade da sua personagem em Verão 90: “Ela é louca, bem louca”

Publicado há 2 anos
Por Henrique Carlos
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Verão 90, Claudia Raia interpretará Lidiane, a mãe de Manuzita. Barraqueira e escandalosa, Lidiane não é mulher de levar desaforo para casa. No passado, ela foi uma grande estrela de pornochanchada ao lado de Herculano (Humberto Martins). Aos 52 anos e mais jovem do que nunca, a atriz contou ao Observatório da Televisão um pouco mais sobre a trama da novela. Confira:

Leia também: Verão 90: Quinzinho desconfia de Jerônimo: “Quem é esse cara?!”

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Como é a Lidiane? Ela é um furacão, não é?

“Ela é louca, bem louca. É um personagem muito rico, farto de possibilidades. É uma delícia fazer um personagem com tanta extensão, que você pode ir para qualquer lugar e cabe. Para a gente ator, é quase um Playcenter porque você fica brincando de tudo o tempo todo, é muito bacana.”

E ainda tem a cidade cenográfica, figurino e tudo mais, certo?

“Tem tudo e a cidade cenográfica é de cair o queixo, maravilhosa, muito incrível. Tem muitos elementos que as pessoas se identificam, porque é um passado que não é muito distante. E quem é jovem também viveu a infância nos anos 90, então tem uma afetividade com a época e já é característica da infância de cada um. Até os jovens se emocionam.”

Figurino

O que a Lidiane usa e você usou nos anos 90?

“Muita coisa, não sei se usei exatamente as coisas que ela usa, porque é realmente muito fora do tom. Mas calças legging, sair na rua com a mesma malha que você fez aula, com cores cítricas, com brinco, cinto e tudo. A quantidade de coisas que você tinha para compor a roupa, deixava o look muito mais completo. No caso da Lidiane é uma inadequação total e absoluta, toda errada. Você olha dos pés à cabeça e pensa que não é possível, mas tem gente que vai usar, pode ter certeza. Ela é uma doida, mas é uma doida adorável.”

Essa relação dela com o Patrick, como vai se desenhar isso e vai rolar um preconceito por conta da idade ou por ele ser pobre?

“Ela é pobríssima também, os dois são pobretões. Eu acho muito legal falar disso, porque é amor verdadeiro, ele se apaixona mesmo por ela e ela por ele. É bacana falar porque aparentemente seria um casal improvável, mas não é. Eles se amam e se dão superbem, mas ele quer um casamento cheio de paixão que ela já passou disso, então tem coisas que ele faz e para ela não dá mais.”

Vida de estrela

A Lidiane insiste muito na vida da filha como artista, né?

“Ela acha que a filha é uma estrela e acabou. Ela tem certeza que a filha é um talento, mas a filha é uma péssima atriz. Deus me livre ser igual a Lidiane. Outro dia a Sophia (filha) me perguntou o que eu queria que ela fosse, eu respondi apenas que queria que ela fosse feliz.”

Você acha que o romantismo é diferente aos 50?

“Não acho, mas acho que a mulher é mais empoderada. Então ela sabe mais o que ela quer e o que não quer. Isso dá para ela uma fase de ser dona da vida, porque quando você é jovem você vai se adequando. Hoje eu não quero mais me adequar e quero estar bem com isso. Quando você tem os 50 anos, você não tem mais medo disso.”

Saúde

Além do balé e musculação, o que mais você tem feito?

“Dieta, mas não é dieta de restrição, é dieta de qualidade. Eu tomava suco verde desde os meus 12 anos, minha mãe me enfiava aquilo e eu em jejum. Um dia era gema de ovo com fígado cru, esse músculo não vai sair daqui nunca.”

Você tem roupas antigas que ainda cabem em você?

“Eu acho que hoje eu sou mais fina, mas eu sempre fui muito estreita, então isso me ajuda. A gente quando vai envelhecendo, vai alargando e diz o Miguel Falabella que é para dar espaço para a alma passar. Mas eu não estou alargando, porém eu acho que hoje eu sou mais fina, a estética é outra.”

Trabalho

Dos musicais que você sempre trouxe, tem alguma coisa dos anos 90 que você adoraria fazer?

“Eu já trouxe muita coisa. Já trouxe Crazy For You, Cabaret… Crazy For You é um musical de sapateado e eu vi lá em 90, demorei a conseguir trazer porque não tinha nem elenco para fazer aqui, então fiquei esperando.”

E o carnaval você sai na Beija-Flor mais um ano?

“Sim, são 75 anos de Beija-Flor, esse ano eu saio. São 75 anos e não tem como não estar, venho num lugar muito interessante, é surpresa. É um lugar bem polêmico. O Enzo vem na diretoria. Ele mora em São Paulo agora, então para ele vir ensaiar fica mais difícil.”

*Entrevista feita pelo jornalista André Romano

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais