Cadu em Chiquititas 97, Gustavo Haddad relembra histeria dos fãs: “Eu saia escoltado do aeroporto”

Ator precisou morar na Argentina por mais de um ano para gravar a novela

Publicado há 3 meses
Por Cadu Safner
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Intérprete do Cadu nas duas primeiras temporadas da versão brasileira de Chiquititas, Gustavo Haddad relembrou seus tempos da novela infanto-juvenil e disse que foi a primeira vez que ele experimentou um lugar de sucesso causado por um trabalho na TV.

Eu passei por situações de um lugar que eu não entendia muito bem, até então, onde a televisão podia levar e causar“, disse ele num bate papo com o jornalista e ator Pedro Leão, por meio de uma live promovida na noite da ultima quinta (13).

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Gustavo Haddad interpretou o Cadu em Chiquititas 97 (Divulgação: SBT)

Na história, Cadu era um desempregado, o primo de Carolina (Flávia Monteiro), que chegou no orfanato Raio de Luz para ajudar nos trabalhos domésticos. “Chiquititas é tudo, não só a novela. Foi uma experiência de vida, foi mudar de país, morei 1 ano e 2 meses na Argentina, foi a primeira vez que eu experimentei um lugar de sucesso na TV.

Chiquititas (Divulgação: SBT)

Antes eu tinha feito outras novelas, três novelas no SBT, mas que não tinha um público muito grande. Chiquititas eu experimentei uma histeria, uma loucura, que eu nunca tinha percebido o que a TV podia causar, foi um lugar de convivência com todos esses atores.

Era dia a dia, era estúdio e era em casa, todos moravam no mesmo prédio, eramos vizinhos de porta, ajudávamos o outro nas carências, choro de saudades da família. Foram 1 anos e 2 meses que pareciam 10 anos da minha vida, foi muito bacana. E eu era jovem demais, eu tinha 22/23 anos.

E aproveitei muito a juventude na Argentina. A novela não passava lá, ninguém conheci a gente, então a gente tinha uma vida normal de ir ao mercado, sair. E a gente vinha pra São Paulo a cada uma vez por mês e aqui era uma loucura, a novela fazia muito sucesso.

Foi a primeira vez que eu sai escoltado do aeroporto. Eu passei por situações de um lugar que eu não entendia muito bem, até então, onde a televisão podia levar e causar.”

Gustavo Haddad hoje tem 44 anos e está afastado das novelas desde 2012, quando finalizou seus trabalhos em Amor & Revolução, com autoria de Tiago Santiago no SBT. Haddad se dedica inteiramente ao teatro, sua maior paixão desde pequeno, quando iniciou na carreira, lá em Bauru, no interior de São Paulo. “Foi uma opção bem consciente“, garantiu ele sobre sua ‘saída’ da TV, que hoje é pai de duas crianças.

Confira a entrevista completa com Gustavo Haddad clicando (aqui)

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio