Caco de Castro estreia um talk-show de baixo orçamento: “Posso fazer com liberdade o que mais gosto”

Publicado há 3 anos
Por Leandro Lel Lima
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Assim como muitos atores e apresentadores, Caco de Castro, contratado da MixTV e rádio Mix, também tem um canal no Youtube pra chamar de seu. Caco está à frente de um talk-show De Baixo Orçamento.
Na atração, o artista realiza entrevistas com personalidades do momento tendo como cenário as ruas da cidade de São Paulo, conhecidas por toda sua diversidade, contendo até merchandising de marcas conhecidas do grande púbico.
Na Mix TV, Caco segue aguardando mudanças na grade do canal, já na rádio participa de coberturas e programas especiais como o Mix Tudo. Além de se dedicar à música como na canção Como a Primeira Vez, lançada em 2015.
Em entrevista ao Observatório da Televisão, Castro relembra sua passagem pela extinta MTV, os shows e coberturas mais importantes e fala do atual momento da música, ou como ela é consumida pelos fãs, e do seu novo canal: “Estou muito feliz, posso fazer com liberdade o que mais gosto”, afirma o apresentador.
Confira:
Apresentar programas de comportamento e música em uma rádio e TV é praticamente o sonho de todos os apresentadores. Quais são os desafios que você enfrenta para comandar essas atrações? 
É puxado, mas é uma das coisas mais legais que um apresentador pode fazer, estar em dois veículos de massa. Nem no meu melhor sonho, quando adolescente, eu poderia pensar que teria essa oportunidade. Pra estar ao vivo todos os dias na TV, na Rádio e não ser repetitivo, é difícil porém não impossível! Tem que estar ligado em tudo que está acontecendo em sua volta, de política, música, passando por celebridades, jogos, e por aí vai… As pessoas estão mais ligadas em tudo e por isso é bom você dominar alguns assuntos. É realmente um sonho!
A forma como as pessoas consomem música mudou muito? 
Isso é fato! As pessoas consomem música do jeito que querem e no horário que gostam. Toda a indústria está tendo que se reinventar, e o pior é que não está entendendo ou não quer entender que os meios, para se ouvir música, mudaram, mas todos ainda querem entretenimento. A rádio cumpre uma função muito básica que é fazer companhia durante os percursos nos carros. A TV ainda é o maior veículo de massa, porém já existe a possibilidade de você consumir somente o que quer e quando quer. Então a internet veio pra democratizar, mas ilusão de quem pensa que só jogar uma música basta. Estamos vivendo uma era onde muitos acontecem rapidamente mas somem da mesma forma. Acho que teremos muitas mudanças ainda, mas música será sempre música e se as grandes gravadoras não entenderem isso, vão sumir todas. E isso na TV é a mesma coisa, se não tiver um apresentador que tenha empatia com a audiência, esquece! Eles vão ver o clipe em outra plataforma.
Ainda há muita expectativa por conta do lançamento de um clipe? 
Sim! Mesmo que um clipe estreie no Youtube, as pessoas ainda querem que o artista tem o prestígio de passar na TV. Eles querem que se tenha uma competição pra ver qual clipe foi o mais votado no top. Não é mais uma questão de conhecer ou não o clipe, e, sim, de defender o seu fandom (fã clube).
Durante as coberturas e entrevistas que já fez, qual te marcou mais e por quê? 
Eu gosto de fazer a vivo e isso me ajuda muito em coberturas de grandes festivais. Tenho dois momentos muito legais, um foi no São Paulo Mix Festival, onde rolou um dos derradeiros shows do Chorão com o CBJR. Eu me lembo muito bem dele bem chateado com alguma situação, não queria entrar no palco de jeito nenhum e eu já estava no ar, ancorando a transmissão por pelo menos 15 minutos ao vivo sem intervalo, porque eles poderiam entrar a qualquer momento. Foi quando no meio da minha entrada aparece meu chefe dando uma gravata no Chorão levando o cara até o palco. Foi um dia inesquecível pelo fato de que foi difícil de saber o que estava acontecendo, tive de usar todo meu conhecimento num improviso só, e quando ele subiu foi uma das apresentações mais lindas que já o vi fazer.
O que toca na sua playlist? 
Tudo! Juro. Eu fui criado ouvindo sertanejo, mas tenho meu projeto musical onde fui obrigado a expandir meu universo musical, por isso acabei pegando gosto por música francesa, jazz, mpb, rock, etc. Amo música.
Antes de ir pra MixTV, você também foi um dos destaques da MTV, não foi? 
Eu fui contratado em setembro de 2006, eu era muito moleque, cheio de dúvidas, não sabia nada de TV, e hoje posso dizer com todo carinho e gratidão que a MixTV foi minha faculdade de RTV. Na rádio eu comecei em 2015 e com isso eu ganhei mais uma oportunidade de aprender um novo trabalho, e posso confessar? Estou amando!!
Você também tem um portal. O que o público pode encontrar nele? 
Lá eu falo de coisas que eu gosto e sei que a galera vai curtir também. Gosto demais de dar oportunidades a novas bandas e artistas, faço muitas entrevistas internacionais com nomes que ainda não despontaram, mas que vão brilhar em breve. Falo de coisas do meu universo também, o site é uma espécie de local pra falar de tendências, tentar fomentar o novo.
Pretende seguir com uma canal no Youtube e outras plataformas? 

Já estou! E tô muito feliz, até porque eu posso fazer com liberdade o que mais gosto que é me comunicar com uma única linha editorial: o que as pessoas aprovam. Esses dias eu pedi para os editores (meu público), via Twitter, aprovarem se o vídeo que eu tinha feito ia ou não pro ar. Todo mundo opinou é só foi pro ar porque eles gostaram, mas já aconteceu de eu não subir um conteúdo porque meus fãs não gostaram. Há poucos dias estreei o talk-show De Baixo Orçamento, uma brincadeira com os talk-shows famosos que sempre tem uma grande verba pra produzir as coisas. Eu, no caso, uso as ruas de SP como cenário. Levo celebridades pra ter contato direto com o povo e o resultado é demais! Já dá pra conferir tudo por lá. Serão 8 episódios só com gente legal, como Raquel Apollonio, Mari Nolasco, Maria Venture e depois eu já coloco um projeto musical muito bacana onde eu vou dividir as músicas que marcaram minha vida. Serão covers de músicas que fazem um sentido pra mim, todas vão ganhar videoclipe, e no começo de cada um eu vou explicar em 30 segundos o porque a música é tão importante.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Clipe da última canção lançada por Caco:

 

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais