Após viver um homem trans, Carol Duarte fala sobre interpretar uma prostituta gaga: “É diferente do Ivan e eu estou adorando”

Publicado há 2 anos
Por Henrique Carlos
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A atriz Carol Duarte que interpretou um homem trans em A Força do Querer, está de volta ao horário nobre da TV Globo. Em O Sétimo Guardião, trama de Aguinaldo Silva com direção artística de Rogério Gomes, Carol dará vida a Stefânia, jovem prostituta que trabalha na pousada e bordel da dona Ondina (Ana Beatriz Nogueira). Stefânia que começa a gaguejar toda vez que fica nervosa, irá se apaixonar por João Inácio, personagem do ator Paulo Vilhena. A atriz conversou com o Observatório da Televisão e revelou mais detalhes sobre o novo trabalho. Confira:

Leia também: O Sétimo Guardião: Egídio surpreende e decide conversar com Sampaio

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Nós sabemos que você é tímida, mas queremos saber como está sendo interpretar uma personagem que não tem nada de timidez? 

“Eu realmente sou tímida. Mas eu não sei o que dá na minha cabeça, quando eu estou em cena eu acabo fazendo. Porém, no teatro é pior ainda. Acho que a minha vida privada me dá muita timidez. Mas é uma delícia, porque é uma personagem que tem um outro tom de tudo que eu fiz, não de tudo que eu fiz, mas é diferente do Ivan e eu estou adorando.”

Preparação

Você fez aula de dança? 

“Fiz aula de tango, a personagem dança tango e eu não sabia dançar nada. Ela é gaga e também fiz aula de fonoaudiologia, para entender o que é e de onde vem essa gagueira. Mas também tem outra coisa, que são essas figuras dançando. E o que é a Stefânia dançando tango naquele momento. A dança vem como um dado, mas ela é base também para o que está acontecendo com aquela personagem, naquele momento. E o tango é muito bonito, porque ele parece que é uma síntese de momentos nossos que podem ser muito furiosos. É muito sensual e eu acho que eu levei muito esse estudo do tango para esse viés.” 

Como você lida com a exposição? Você fez uma novela das nove que foi muito comentada.

“Eu vivo a minha vida do mesmo jeito. Eu sei que é estranho falar isso, mas afinal eu vivo do mesmo jeito. É claro que muda uma coisa ou outra. Mas na realidade, no meu cotidiano, eu continuo fazendo as mesmas coisas. Continuo vindo trabalhar e fazendo os meus projetos de teatro, mas não mudou muita coisa em mim. Quando eu topei fazer a Ivana, eu sabia que isso iria acontecer, eu sempre fiz teatro e são universos muito distintos. Mas eu lido bem com isso hoje em dia.”

Personagem marcante

Como foi interpretar um personagem tão marcante como o Ivan? 

“São muitos meses no ar, muitos meses de preparação. Então foi um processo que eu fui entendendo ao longo, obviamente quando acabou eu estava exausta. Mas a minha profissão é ser atriz, pegar o texto, ler e estudar. Então assusta a princípio, porque do dia para a noite tem muita gente que te conhece e vai falar com você, isso assusta, mas é legal.”

Você vai ter cenas sensuais? 

“Acho que sim.”

Ela vai viver um triangulo amoroso com pai e filho, certo? 

Pois é, tem esse encontro com o João Inácio, que acho que vai ser muito importante na vida dessa personagem. Mas eu não sei o que vai acontecer depois, eles se encontram e é muito bonito. Eles se apaixonam e aí tem um filho que surge no meio disso, mas depois disso eu não sei.

*Entrevista feita pelo jornalista André Romano

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio