Adriana Esteves diz que personagem que descobre doença não será amargurada: “Cheia de esperança”

Publicado há um ano
Por Guilherme Rodrigues
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Amor de Mãe, trama das 21h que estreia no próximo dia 25, Adriana Esteves será Thelma, mulher que perde o marido num incêndio e que passa a criar o filho, Danilo (Chay Suede), sozinha. Depois, a personagem ainda descobre que terá pouco tempo de vida por causa de um aneurisma cerebral.

Em entrevista ao Observatório da Televisão, a atriz falou sobre o novo desafio profissional. “Promete momentos muito profundos, de reflexão de vida, de humanidade, de amor ao próximo, existência. Ela promete”, garantiu a artista.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Questionada se Thelma se torna uma mulher amargurada por causa das dificuldades, a atriz negou. “Não acho. Nem eu, nem a autora e nem os diretores curtimos a amargura. Eu acho que ela é cheia de esperança. Ela recebe uma notícia que tem um aneurisma num lugar difícil de fazer a cirurgia. Nisso ela lida com criatividade, esperança, e batalha para viver bem enquanto estiver viva”, contou a veterana.

Novo trabalho

Com 30 anos de carreira, a atriz falou o que fez ela aceitar entrar para o folhetim. “Convite de Manuela Dias, uma grande autora, mulher brasileira com quem tive parceria em Justiça, série muito importante. José Luiz Villamarim, um dos maiores diretores da televisão e do cinema brasileiro. Tivemos parceria também em Avenida Brasil e Justiça. Contar a história dessas mulheres, estar ao lado de Regina Casé, Taís Araújo, Vladimir Brichta, do grande Murilo Benício. Se eu começar a falar aqui do elenco, eu não pararia de fazer, é um superelenco de atores que eu respeito e admiro muito”, explicou a famosa.

A artista fez uma análise sobre o tipo de mãe que é. “Sou uma mãe absolutamente comum como todas as mães. Nisso a gente se une e se solidariza. Sou uma mãe apaixonada, que protege, quer o melhor para os filhos, que luta por educação, que acredita que educação que é o melhor caminho, e que tento promover isso o tempo todo pra eles”, apontou.

Indagada se é superprotetora, como a personagem, ela ficou na dúvida. “Eu sou protetora, super não sei. Não sei se excede o normal, de invasão de liberdade do próximo. Eu procuro não invadir a liberdade do crescimento deles. A Thelma passa da barreira, eu procuro não passar”, garantiu.

Com relação ao que faria se descobrisse ter a mesma doença que a personagem, a estrela falou nem querer pensar no assunto. “Isso é uma coisa que a gente não pensa. Só trabalho com o positivo”, falou.

Por causa da personagem, Adriana teve que escurecer as madeixas, mas garantiu não se incomodar. “É o meu ofício. Meu ofício existe mudanças, transformações e eu estou entregue”, concluiu Esteves.

*Entrevista concedida ao jornalista André Romano

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais