Wagner Santisteban vive jornalista sensacionalista em O Tempo Não Para e faz revelação sobre inspiração: “Assisto todos os programas de fofocas da tarde”

Publicado há 2 anos
Por Cadu Safner
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Se preparando para entrar em cena como um repórter ambicioso e cheio de maldades na novela O Tempo Não Para, o ator Wagner Santisteban conversou com a equipe do Observatório da Televisão e revelou detalhes sobre a construção do seu personagem e a sensação de representar um jornalista antiético. Confira:

Veja também: Solange Couto dá vida a Coronela em O Tempo Não Para e afirma: “Ela vai querer arrancar um dinheiro pesado da família”

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Seu personagem costura todas as histórias. Ele é um jornalista antiético?

É uma mistura de vários tipos de jornalistas que existem. Eu passei a vida inteira sendo entrevistado e agora eu fui analisar a vida dessas pessoas. Analisei a forma como vocês se colocam para vir falar comigo. Às vezes vocês vem me fazer perguntas que nem é o que vocês querem saber mas é interessante de vocês publicarem.

Eu sempre vi vocês (jornalistas) com respeito, mas, em outro momento já vi de uma outra forma. Tem atores que tem pânico de vocês, tem atores bem relacionados com vocês, tem os que passam reto, tem uns jornalistas que tem o assunto pessoal como mais importante que a carreira. Meu personagem vai ser sensacionista, mas ele é humano.

Jornalista interpretado por Wagner Santisteban em O Tempo Não Para vai se unir ao personagem de Adriane Galisteu

Ele vai ter vários aliados e uma delas é a Zelda (personagem de Adriane Galisteu), o que você acha deste universo da indústria da fofoca? 

Tem um pouco de polêmica nisso. Existe o sensacionalismo na notícia. Algumas coisas viram assunto polêmico. O jornalista perdeu a mão da coisa, hoje em dia o cara mesmo faz sua própria notícia. Hoje se por um acaso sai alguma coisa errada sobre mim eu tenho como defender. Agora, pra você criar um público, ter atenção e audiência você precisa criar um método de prender essa galera, ou ter um bom informante e transformar aquele assunto cada vez mais em algo interessante para não morrer.

Não sei se neste mundo das celebridades existe tanta maldade. Existe muita mentira na política e um monte de coisas que não são apenas no universo das celebridades. Como hoje as celebridades tem esse tipo de ferramenta, tudo se facilita. Existe um submundo, mas que também faz parte do mundo de vocês.

Como você se sente sendo destaque nas chamadas da novela?

Fiquei feliz. É uma vida muito difícil onde todo mundo vê o glamour. Claro que, àquilo é uma chamada, era pra criar esse sensacionalismo, a polêmica, tudo foi desenhado pra isso. A primeira chamada foi no intervalo da Copa do Mundo, na hora que veio o intervalo, fico feliz de ver minha família vendo isso. Eu já fiz de tudo, já passei por vários programas e também já entrevistei, em uma época com o Gugu, quando eu era criança. Entrevistei Dercy Gonçalves, Clodovil, toda essa galera. Eu era meio que uma Maisa, na época. Mas, acho que a polêmica e a fofoca e uma coisa do ser humano.

“Temos que andar com o tempo e inovar”

Hoje em dia o tempo não parou e a televisão tem que se adaptar muito rápido. O rádio passou para a TV, a TV passa um pouco para a internet. Hoje um blogueiro ganha um dinheiro muito mais rápido que um ator que trabalha há trinta anos. A gente tem que estar se modernizando de alguma forma.

Você ficou fora da TV por um tempo. Como você se sentia quando as pessoas pediam pra você voltar?

A última novela que eu fiz foi Além do Tempo, fiz duas séries, mas, não adianta, você pode fazer TV paga, mas o povo acha que se você não está na TV aberta você não está trabalhando. Eu nunca parei. Tudo tem seu tempo certo. Eu tenho construído uma coisa onde as pessoas enxergam o meu talento e o  meu trabalho.

As coisas estão bem globalizadas. Você não precisa ficar preso em um canal. Eu gosto de trabalhar na Globo porque lá eu consigo ter as produções mais bem elaboradas, com os melhores autores e maiores investimentos. É bom pro ator fazer um trabalho que ele tenha uma resposta imediata do público, é muito legal.

“Eu mudei meu estilo de vida”, diz Santisteban sobre ter emagrecido

É verdade que você emagreceu 15kg?

Eu mudei meu estilo de vida. Sempre ficava naquela sanfona, de ir e voltar. Hoje eu vou atrás de saúde, faço exercício todos os dias. Mas, não sou de ferro, então eu bebo e como quando tenho vontade. Mas, tenho 35 anos e ainda tenho cara de mais novo.

Pelas chamadas a gente vê ele bem machão, mas, ele vai se soltar bastante. Ele tem teto de vidro? 

Ele tem alguns vocabulários soltos. Eu acho que ele não tem sexo muito definido. O autor não falou que ele seja gay ou não. Não tem isso. Mas, eu deixo em aberto.

 

Ele tem um pouco de veneno de jornalistas de fofoca, por exemplo. Você acompanha programas?

Eu assisto todos os programas de fofocas da tarde. Eu sei de todas as fofocas. Eu literalmente acompanho. A Sônia Abrão, por exemplo, eu conheço ele desde criança. Mas, esse lado da fofoca maldosa tem uma liberdade muito grande. Falar por falar, não é legal. Meu personagem tem todas as tramoias, ao mesmo tempo que ele é maldoso ele é humano.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio