Policial que prendeu Bibi em A Força do Querer faz sucesso e revela: “toda fantasia é bem-vinda!”

Publicado há 3 anos
Por Leandro Lel Lima
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Com várias participações em novelas e séries da Globo e Record – A Vida Alheia, Verdades Secretas, Liberdade Liberdade, A Terra Prometida – o ator e produtor Ronan Horta chamou a atenção do público em uma das cenas mais dramáticas já levadas ao ar na trama das 21h, A Força do Querer.

Na história contada por Gloria Perez, coube ao personagem de Ronan seguir os passos de Bibi, Juliana Paes, e conduzir a mãe do pequeno Dedé à delegacia. O momento emocionou público e elenco, levando em consideração o conflito familiar entre mãe e filho.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Por conta dessa cena, Ronan chamou a atenção do público nas redes sociais por sua atuação, e, é claro, por sua beleza conforme o Observatório da Televisão noticiou: Policial que prendeu Bibi em A Força do Querer faz sucesso na internet.

Em entrevista ao Observatório, o ator fala da repercussão da cena, dos bastidores das gravações e do fetiche que existe em torno de polícias, agentes do metrô e da policia federal, principalmente num momento de prisões como os noticiários da TV mostram diariamente: “Acho que tem uma fantasia em torno disso. Acho saudável. Toda fantasia positiva é bem-vinda!”, afirma o profissional.

Confira:

Como foi gravar cenas fortes envolvendo mãe e filho num núcleo onde o drama é bem alto?

É sempre uma experiência única, o set é um lugar sagrado, mágico, onde estão todos envolvidos no resultado positivo da cena. O João Bravo e a Juliana Paes estão com uma química muito forte e isso é vivo, vibra… Então é muito saudável ver essa magia acontecendo proporcionando a todos uma emoção verdadeira, a cena ficou fantástica e o João está evoluindo muito como ator, com uma maturidade incrível. A Juliana também, dando uma aula, com uma emoção verdadeira, muito forte, uma atriz impecável. Foi lindo poder vivenciar e trocar essa energia e experiência num núcleo tão especial.

Como foram os bastidores da cena?

Foi fantástico, primeiramente é sempre uma aula ver o Pedrinho Vasconcelos dirigindo, ele cria um ambiente criativo e interativo muito favorável à bons resultados e essa magia aconteceu nessa externa, o clima estava harmônico, toda equipe em sintonia.

A Juliana e o João Bravo criaram um nível de cumplicidade tão grande que a evolução do início da novela pra agora foi impressionante, o João amadureceu muito, ele se permite criar, propõe ideias, tá bem maduro e a Juliana é uma parceira de cena impecável, uma atriz muito bem colocada em todos aspectos, dentro e fora de cena, ela tem uma luz muito gostosa de se ver, Juliana é de verdade na vida e isso vibra no trabalho.

O clima foi maravilhoso. É uma honra e prazer fazer parte dessa fase da novela. A chapa está esquentando e está todo mundo em plena sintonia. O dia foi uma aula e uma troca positiva do início ao fim. Só tenho a agradecer a todos envolvidos dentro e fora de cena.

Esperava ser apontado como um policial bonitão?

Não esperava um resultado tão intenso de repercussão para o público, mas senti dentro do meu coração o tempo inteiro que aquele dia estava sendo um dia muito especial… Estavam todos em harmonia, com uma vibração saudável, isso eu sentia e sabia que essa energia iria vibrar no resultado, porque o que estava acontecendo ali era verdadeiro e quando é assim a energia chega nas pessoas, reverbera… Aquele dia eu estava tão pleno e entregue que isso pode ter causado esse resultado.

O que achou da repercussão?

Fiquei feliz de poder ter a chance de fazer um bom trabalho e ter dado resultado positivo pra empresa e pro público. Gostei de saber que o público curtiu a cena. Achei os comentários muito engraçados, alguns bem criativos. Isso é o resultado de um todo.

Acho que tem uma fantasia em torno disso… acho saudável… toda fantasia positiva é bem-vinda! Acho que o sucesso foi por uma série de fatores como falei: um bom diretor que consegue colocar o time em uma direção única, quando os resultados emitidos estão nesse fluxo a magia acontece!

PMs, agentes do metrô e da Polícia Federal quando são bonitos chamam a atenção do público, acredita que o sucesso se deve a isso?

Acho que tem uma fantasia em torno disso. Acho saudável. Toda fantasia positiva é bem vinda! Acho que o sucesso foi por uma série de fatores como falei. Um bom diretor que consegue colocar o time em uma direção única. Os resultados quando emitidos estão nesse fluxo, então a magia acontece!

Novos projetos?

No momento estou ensaiando para estrearmos em novembro no Café Pequeno, RJ, “Enrolados”, uma comedia que está sendo muito bem dirigida por Rodrigo Candelot com um elenco incrível. São várias esquetes e situações engraçadas de relacionamento e situações. O projeto está realizado num processo criativo e coletivo bem legal, não vejo a hora de estrear!

Estou gravando também o EP do “Tremetorax” que é um trabalho musical que desenvolvo junto ao Gilsoul e Felipe Portilho, assumi a direção do clipe da Banda Fuze, que já está em fase de edição.

Com a minha produtora cultural, “Em Movimento Produções “, estamos produzindo, junto à Pacheco Monteiro Comunicações, a segunda edição do Festival de Cinema Imperial de Petrópolis, que acontece entre 18 e 22 de outubro. E prestando consultoria de marketing pra Fernanda Jeans.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio