Publicidade

Especial da Globo inova com elenco principal todo formado por atores negros; antes tarde do que nunca

Atores negros foram valorizados em programa da Globo

Juntos A Magia Acontece: especial de Natal da Globo terá elenco negro e parceria com Coca-Cola (Divulgação/Globo)
Publicidade

Na noite deste 25 de dezembro, a Globo levou ao ar depois de Amor de Mãe o especial Juntos a Magia Acontece. Escrito por Cleissa Regina Martins e dirigido por Maria de Médicis, o unitário teve seu elenco principal constituído todo ele de atores negros, liderados por Milton Gonçalves. A equação tradicional foi invertida, e atores brancos como Francisco Cuoco e Aracy Balabanian surgiram em pequenas participações especiais. É preciso ressaltar que em Juntos a Magia Acontece os atores não viviam uma história de época, nem eram escravos, tampouco eram serviçais ou bandidos numa narrativa moderna. A redescoberta dos laços familiares após a morte da matriarca Neuza (Zezé Motta), que abala especialmente seu marido Orlando (Milton Gonçalves), foi alinhavada pela autora e pela diretora de maneira contundente, mas sem pesar a mão. Camila Pitanga e Fabrício Boliveira foram Vera e André, os irmãos desunidos, mas que se amam. Luciano Quirino deu vida a Jorge, marido de Vera, desempregado há sete meses, bom caráter, pai da pequena Letícia (Gabriely Mota). Desejoso de voltar ao trabalho também como forma de ocupar a cabeça, e em pleno dezembro, Orlando se converte num Papai Noel negro que modifica a forma das pessoas enxergarem uma estratificada “magia natalina”. Seguramente diversos Papais Noéis negros Brasil afora se sentiram representados por Orlando, bem como seus filhos e netos por Letícia. Uma bela ideia, que felizmente foi levada a cabo.

Publicidade
© 2020 Observatório da TV | Powered by Grupo Observatório
Site parceiro UOL
Publicidade