Vitória Strada é o maior destaque desse início de Salve-se Quem Puder

Publicado há 8 meses
Por Fábio Costa
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Vitória Strada estreou na televisão em 2017 como a Maria Vitória de Tempo de Amar. Ambientada na década de 1920, a novela de Alcides Nogueira com argumento de Rubem Fonseca foi muito elogiada pela crítica, embora no início tenha sido chamada de Tempo de Sofrer, dado seu percentual de tristezas e lágrimas para o casal protagonista formado por Vitória e Inácio (Bruno Cabrerizo). Lançada no filme Real Beleza (2015), de Jorge Furtado, no qual contracenou com Francisco Cuoco, Adriana Esteves e Vladimir Brichta, a jovem atriz foi escalada para substituir a então grávida Ísis Valverde como Júlia e Cris em Espelho da Vida (2018/19), de Elizabeth Jhin, que veio com apenas uma novela de diferença para Tempo de Amar na faixa das 18h da TV Globo. Muitos elogios para a história e para o trabalho de Vitória Strada. Na nova novela das 19h, Salve-se Quem Puder, de Daniel Ortiz, estreada na semana passada, a personagem da moça é Kyra. Linda e rica, ela nunca precisou se esforçar para ter nada na vida e estava prestes a se casar com Rafael (Bruno Ferrari). Desastrada e escandalosa, Kyra, ou Cleyde, nome que ela deve adotar para fugir da perseguição de Dominique (Guilhermina Guinle), que pretende matá-la, pode até precisar de alguns ajustes para não forçar demais a barra e, com isso, comprometer a imagem de Vitória como boa atriz, que ela já mostrou ser. No entanto, a personagem não deixa de ser uma boa chance para que ela mostre poder fazer mais do que a mocinha sofredora e romântica. De maneira que pode-se dizer que, nesses primeiros capítulos, apesar de alguns gritos e caretas a mais, Vitória Strada é o grande destaque da novela.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais