TV aberta aposta no trivial e faz um fim de ano sem surpresas

Publicado há 9 meses
Por André Santana
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O espectador que esperava uma programação especial de fim de ano nos principais canais abertos do Brasil ficou a ver navios. Os poucos investimentos das emissoras na programação em 2019 se refletiram neste final de ano, com poucas atrações feitas para celebrar a data. Globo, SBT, Record TV, Band e RedeTV! apostaram em mais do mesmo.

A Globo, que tradicionalmente tem um fim de ano mais recheado, não apresentou muitas novidades neste ano. Uma das poucas atrações feitas para a data é o simpático especial Juntos a Magia Acontece, exibido nesta quarta-feira (25). No mais, até mesmo o especial de Roberto Carlos ficou devendo, com um programa que promoveu um apanhado de shows do “rei” pelo mundo. A edição fria não imprimiu a emoção ao qual o público do cantor estava acostumado.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Enquanto isso, a Record também investiu menos que nos anos anteriores. Edições especiais de realities, como o Dancing Brasil e o Canta Comigo fizeram falta (este último, em razão da morte de Gugu Liberato, não tinha como acontecer mesmo). Já o tradicional Família Record, com o elenco da emissora trocando presentes, vai ficando mais tedioso e previsível ano a ano. Além disso, a decisão de exibi-lo em duas partes só o deixa ainda mais arrastado. Uma pena, já que a ideia é boa. Fora isso, a emissora apostou, mais uma vez, no infalível Jesus de Nazaré, filme de 1976.

Nos demais canais, a coisa é ainda pior. O SBT voltou a apostar no especial Feliz Natal Brasil Believe, promovido pelo Instituto Neymar. Já Band e RedeTV! ficaram no trivial, com edições especiais de seus programas regulares.

Boas surpresas

Porém, apesar da sensação de mais do mesmo, houve algumas poucas boas surpresas. A Globo acertou ao exibir o especial A Presepada, produzido pela Globo Nordeste. A história, simples e divertida, trouxe novos rostos à rede nacional. É sempre importante mostrar que há boas produções sendo feitas fora do eixo Rio-São Paulo. Outro acerto do canal foi a segunda edição da retrospectiva do humor A Gente Riu Assim. Pena que escolheram um péssimo horário (meia-noite de segunda-feira) para exibir.

Além disso, a Record também acertou ao voltar a apostar na dramaturgia com o especial O Figurante. Num passado não muito distante, a emissora promovia bons especiais no segmento, como o saudoso Especial Record de Literatura. Já a Band fez uma aposta simpática em Catia Fonseca, com o especial de Natal Noite Feliz. Uma prova de que não é preciso fazer grandes investimentos para que a data festiva não passe em branco.

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais