Top Chef, MasterChef, Bake Off: realities de culinária perdem força na TV aberta

Os programas da Record TV, Band e SBT estão em baixa

Publicado em 12/11/2021 23:00
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Após anos figurando entre os programas que mais mexeram com o público da TV aberta, as competições culinárias começam a fazer a audiência dispersar. Atualmente, Record TV, Band e SBT exibem seus principais programas do segmento, mas nenhum deles vive boa fase.

Top Chef Brasil nunca foi um campeão de audiência, é verdade. O programa apresentado por Felipe Bronze, e que mescla competição na cozinha com confinamento, sempre apresentou desempenho mediano e parca repercussão. No entanto, a terceira temporada da atração tem sido a mais fraca até aqui. Vem passando em brancas nuvens.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na Band, o MasterChef Brasil sempre foi o formato mais popular entre os espectadores. Mas a atual safra também tem ficado longe dos bons resultados dos áureos tempos. “Queridinho” das redes sociais, o programa apresentado por Ana Paula Padrão perdeu fôlego e apenas cumpre tabela em 2021.

O mesmo acontece com o Bake Off Brasil – Mão na Massa, do SBT. O programa apresentado por Nadja Haddad sempre foi o grande destaque da linha de reality shows das noites de sábado do canal de Silvio Santos. Mas a atual temporada registra os piores índices de audiência de sua história.

Desgaste

A má fase não é por acaso. Desde que a Band lançou o primeiro MasterChef e deu início à febre de competições culinárias na TV aberta, o formato foi usado à exaustão. Todas as emissoras trataram de garantir um título para o filão e conquistar sua fatia de público neste segmento.

Além da popularidade dentre os espectadores, o formato também permite excelentes oportunidades comerciais, tornando-se uma grande vedete em meio às finanças dos canais que o exibe. Daí a quantidade enorme de variações de competições.

A conta chegou. Foram tantas cozinhas e receitas diferentes que o espectador se cansou. O formato vive uma fase de intenso desgaste e está longe do apelo inicial. Porém, até aqui, o comercial segue em alta, o que garante a sobrevida dos programas do gênero. Resta saber até quando.

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio