The Voice Kids acerta com apresentações remotas

Produção capricha nas apresentações remotas, mantendo a qualidade da atração

Publicado há um mês
Por André Santana
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Um dos programas prejudicados pela pandemia da covid-19, o The Voice Kids, da Globo, retornou com episódios inéditos na tarde deste domingo (20). Com um novo protocolo de segurança, o programa passou a apostar em apresentações remotas, o que se mostrou uma excelente solução.

São muitas as mudanças nesta retomada da quinta temporada. No estúdio, sem plateia, André Marques aparece acompanhado apenas dos técnicos. E, no time de técnicos, mais mudanças: Claudia Leitte cede sua cadeira a Mumuzinho, enquanto Simone, da dupla com Simaria, aparece remotamente, já que está grávida.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Enquanto isso, as crianças surgem com apresentações feitas em casa. Para fazê-las sem perder a qualidade, a produção providenciou kits com equipamentos de gravações para cada um dos candidatos. E isso se mostrou uma solução muito eficiente. Isso porque as apresentações fogem do estilo “produção caseira”. Cada apresentação conta com uma boa captação e, ainda, uma edição caprichada, que dá cara de clipe ao show.

No ar, fica um espetáculo bonito. E, para quem compete, a apresentação fica justa. Assim, The Voice Kids consegue cumprir, com eficiência, sua etapa final, e contando com a votação do público, que volta a participar ativamente da atração.

Ou seja, The Voice Kids se mostrou mais uma experiência remota bem-sucedida neste tempo de necessário distanciamento social. Aos poucos, com criatividade, a televisão brasileira vai driblando as dificuldades de produção, brindando o público com boas atrações.

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais