Te Devo Essa! Brasil tenta retomar febre de realities de reforma na TV aberta

Canal acertou ao fugir da tentação de trazer mais um programa de culinária

Publicado em 6/6/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Antes de as competições de culinária invadirem a TV aberta, com MasterChef e seus similares, a febre era os realities de reforma. O quadro Lar Doce Lar, do Caldeirão do Huck, abriu caminho para a onda, que encontrou no Construindo um Sonho, do Domingo Legal, no SBT, o seu auge. O quadro foi até levado por Gugu (1959 – 2019) para a Record TV, mas Celso Portiolli seguiu com ele no canal de Silvio Santos.

Aos poucos, o formato foi desaparecendo dos canais abertos, embora seja um filão sempre utilizado nos canais pagos. Tanto que o GNT chegou a produzir uma temporada da versão nacional de Extreme Makeover no ano passado, uma ideia que acabou estacionada por conta da pandemia. Agora, é o SBT quem volta ao segmento, no novo Te Devo Essa! Brasil.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Versão nacional de Celebrity IOU, comandado pelos famosos Drew e Jonathan Scott (do Irmãos à Obra), Te Devo Essa! Brasil não foge à regra das inúmeras versões do Extreme Makeover. A diferença é a presença de celebridades convidadas, que participam escolhendo alguém que gostam para presentear com uma reforma.

Aqui, o jornalista Dony de Nuccio e o arquiteto Renato Mendonça assumem os papéis dos irmãos Scott e recebem um convidado por edição. O ator Marcos Pasquim participou da estreia, presenteando sua mãe com a reforma de seu apartamento. Mas a “novidade” para por aí. No mais, o programa explora os bastidores da reforma, detalhando o passo a passo das transformações dos ambientes.

É um formato que tem seu apelo, já que reformar ou construir uma casa é um sonho recorrente de boa parte dos espectadores. Embora as soluções apresentadas ali não sejam lá muito acessíveis à grande maioria do público, ainda assim acompanhar uma reforma tem seu fascínio.

Tensão fake

Justamente por conta deste fascínio óbvio, Te Devo Essa! não precisava apelar para situações armadas no sentido de tentar dar mais “emoção”. A sequência da quebra do espelho, com todos desesperados pela falta de tempo para a conclusão da obra, foi claramente armada. Parecia aqueles momentos do Fábrica de Casamentos, no qual sempre havia um obstáculo no caminho, ou o bolo quase desmontava. Não cola e é desnecessário.

Além disso, incomodou as pessoas terem aparecido sem máscara. O programa começou a ser gravado já na pandemia, e mesmo que haja um protocolo de segurança montado por trás, seria interessante dar um bom exemplo ao público. Ficou estranho.

No mais, a dupla formada por Dony de Nuccio e Renato Mendonça funcionou muito bem, e o programa se mostrou bem montado. O episódio correu ágil, sem cansar, e a emoção legítima da mãe de Marcos Pasquim compensou as sequências de suspense fake. Em suma, foi uma boa estreia.

O SBT acerta ao trazer de volta o formato de reality de reformas. Depois de tantos programas passados na cozinha, a emissora precisava de algo minimamente diferente para compor uma programação mais variada. Te Devo Essa! Brasil traz um ar de novidade que faz bem ao canal.

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio