Show dos Famosos e The Masked Singer evidenciam o sucesso dos realities “bizarros”

Programas são mais um sinal de que a Globo "desceu do pedestal"

Publicado em 19/09/2021 19:30
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A estreia de Mariana Rios, Diego Hypolito e Robson Nunes no Show dos Famosos marca o fim da primeira rodada da nova temporada do quadro, agora como parte do “novo” Domingão com Huck. Trata-se da quarta temporada da atração, anteriormente apresentada por Fausto Silva, e que sempre mexeu com a audiência, que se diverte com as caracterizações por vezes bizarras dos concorrentes.

Porém, este não é o único programa da Globo que tem o poder de mexer com a plateia por motivos inusitados. O The Masked Singer Brasil, apresentado nas noites de terça-feira, apresenta a mesma pegada. Assim como o Show dos Famosos, o programa com Ivete Sangalo consegue unir cafonice e magnetismo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O Show dos Famosos se apresenta como uma homenagem, quando os participantes se caracterizam e fazem uma performance inspirada numa celebridade da música. No entanto, o quadro repercute mais pela maquiagem estranha do que pela beleza do espetáculo em si. Na internet, é comum espectadores fazerem comparações tipo “mirou em… mas acertou em….”. Faz parte do show.

Enquanto isso, o The Masked Singer Brasil envolve ao fazer o espectador bancar o detetive. A curiosidade diante da personalidade que se propôs a cantar enfiado numa fantasia provoca engajamento. Porém, o espetáculo em si é tão cafona quanto Show dos Famosos. Toda a estética da performance dos fantasiados tem um ar deliciosamente brega. E isso não é um defeito, apenas uma constatação.

SBT?

Na estreia do The Masked Singer Brasil, o colunista Paulo Pacheco, do Observatório da TV, observou que o programa é a atração “mais SBT já feita na Globo”. É uma comparação que faz muito sentido. Em seus 40 anos, o SBT sempre se fez por meio de programas populares de estética carregada, ganhando o selo de “brega”.

Pois a mesma comparação cabe diante do Show dos Famosos. Até porque o formato passou pelos domínios de Silvio Santos antes de chegar à Globo. O SBT foi a primeira emissora brasileira a adquirir os direitos de Your Face Sounds Familiar e produziu uma temporada da atração, que foi chamada de Este Artista Sou Eu. Depois é que a Globo adquiriu o mesmo formato e o implantou no extinto Domingão do Faustão.

Não é que a Globo vive uma “fase SBT”. Mas sim que a emissora tenta popularizar sua grade com programas mais simples e de forte envolvimento com a audiência. Num momento em que o canal já vem mudando sua imagem, tentando sair de um pedestal e se colocando mais próximo do público (e da concorrência), parece um caminho natural apostar em atrações com esta pegada.

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio