Sheron Menezzes vive grande momento como Gisele em Bom Sucesso

Publicado há 10 meses
Por André Santana
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Atriz com 17 anos de estrada na telinha (sua estreia foi em 2002, em Esperança), Sheron Menezzes teve poucas personagens verdadeiramente marcantes. Não por culpa da atriz, que sempre foi correta. Mas porque foram poucos os papéis verdadeiramente desafiadores que lhe entregaram. Porém, o momento da atriz finalmente chegou com a Gisele, de Bom Sucesso. Trata-se de um tipo rico de possibilidades.

A grande beleza de Gisele é que ela não é uma vilã óbvia. A jovem é extremamente ambiciosa, ao ponto de se tornar amiga da mulher de seu amante e ajudá-lo num golpe do baú. Ao mesmo tempo, tem sua própria ética, ao não ultrapassar a linha do que lhe parece muito errado. Assim, ao perceber que Diogo (Armando Babaioff) é um assassino, Gisele passa a ter uma crise de consciência, e quer deixar a dupla. Mas ela não consegue, presa pela própria ambição e, também, pelo medo legítimo que tem do amante (afinal, ele é um assassino!).

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Além disso, a trama de Bom Sucesso tem sabido bem explorar todas as nuances de Gisele. A novela andou de tal maneira que desembocou numa catarse, neste momento em que Nana (Fabiula Nascimento) finalmente descobriu a verdade sobre a “amiga”. São tantas particularidades que é possível se compadecer de Gisele, mesmo sabendo que ela é cúmplice de planos odiosos.

Autores

Por conta deste perfil, Gisele se tornou mais uma personagem interessante da ampla galeria de Bom Sucesso. E Sheron Menezzes tem sabido aproveitar da oportunidade, entregando um trabalho crível. E o mérito é, também, dos autores Paulo Halm e Rosane Svartman, que idealizaram uma personagem que vai muito além do certo e do errado, mantendo uma coerência dentro de suas contradições.

Aliás, personagens bem construídos são uma especialidade da dupla de autores. Bom Sucesso está cheia deles. Mas, nesta fase da história, o momento é de Gisele e de Sheron Menezzes. Com todos os méritos.

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais