Sem novelas turcas, Band joga no lixo seu maior trunfo para 2020

Publicado há 9 meses
Por Cadu Safner
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Em agosto deste ano, fontes seguras do alto escalão de executivos da Band, asseguraram a continuidade das novelas turcas para os próximos tempos na grade da emissora. Contudo, o cenário para essa questão parece realmente ter mudado desde que diretor português, José Eduardo Moniz, assumiu o posto de consultor artístico do presidente Johnny Saad. Sendo assim, podendo até mesmo tomar frente sobre decisões na programação, hoje aos cuidados de Antonio Zimmerle, atual diretor de programação.

Foi exatamente a proximidade entre Moniz e Saad que resultou na interrupção das transmissões das novelas turcas, sensação em toda a America Latina, Estados Unidos, África e países asiáticos. Aquilo que parecia apenas um intervalo para a exibição de Ouro Verde (trama portuguesa vencedora do Emmy 2019 na categoria de Melhor Novela), se configurou em investimentos que inverteram toda uma questão de identidade da qual a Band trabalhou nos últimos anos.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

As novelas turcas, se tivessem sido melhor trabalhadas com consultoria e investimentos, teriam grandes chances de se tornarem aquilo que as produções latinas representam para o SBT hoje: uma estratégia impecável que, colocada em horário apropriado resultaria em vice-liderança, retorno financeiro e repercussão na internet, tudo o que uma emissora precisa.

Mas, a Band jogou no lixo seu melhor trunfo! A última novela turca transmitida pela emissora foi Minha Vida (O Hayat Benim), um enorme êxito mundo afora. Valendo disso, o baixo valor que Ouro Verde trouxe à Band, representa a falta de planejamento total de seus executivos, que hoje se veem diante de um público que não se identifica com o que vê na emissora naquele horário fidelizado pelas turcas.

E isso não é demérito de Ouro Verde, que é uma grande novela, mas sim um erro absurdo e a falta de respeito de seus diretores que permitiram que essa brusca mudança desconfigurasse todo um terreno sólido conquistado com esforço desde 2015, quando Mil E Uma Noites (Binbir Gece/TMC Film) entrou no ar se tornando um verdadeiro sucesso, seguida por Fatmagul: A Força do Amor (Fatmagül’ün Suçu Ne?/Ay Yapım) e outras. O auge do amadorismo foi interromper a exibição de Minha Vida, que chegou ao fim, sem ter um fim. Será que não é hora da RedeTV! olhar para esse campo?

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais