Se Eu Fechar os Olhos Agora é envolvente suspense de época

Publicado há 2 anos
Por André Santana
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Se Eu Fechar os Olhos Agora, produção que há tempos espera uma vaga na grade da Globo, faz valer a espera. Para aqueles que não tiveram a oportunidade de vê-la no Now ou no GloboPlay, agora pode vê-la nas noites da emissora. O capítulo de estreia, exibido na noite de hoje (15), deixa claro que se trata de mais um biscoito fino das minisséries da emissora. A produção reserva uma trama envolvente e um apuro técnico impressionantes.

Adaptação de Ricardo Linhares da obra de Edney Silvestre, Se Eu Fechar os Olhos Agora assumiu alguns riscos. O principal é o de propor uma trama adulta, mas protagonizada por crianças. Paulo Roberto (João Gabriel d’Aleluia) e Eduardo (Xande Valois) são dois jovens moradores de São Miguel (RJ) do ano de 1961 que encontram um corpo no rio. Anita (Thainá Duarte), a esposa do dentista Francisco (Renato Borghi), foi assassinada. O viúvo assume o crime, mas as crianças não se convencem disso. Então, elas passam a investigar o ocorrido.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Ou seja, trata-se uma densa trama de mistério. Ter crianças à frente do enredo poderia colocar a perder a credibilidade da série. Mas não é isso que acontece. Xande Valois e João Gabril d’Aleluia mostram o resultado de uma preparação muito bem realizada. Os jovens passam maturidade e carisma à trama, e é impossível não embarcar na história deles.

Ambientação

Além dos protagonistas, Se Eu Fechar os Olhos Agora também acerta na ambientação. São Miguel é um lugarejo e, como tal, é habitado por tipos reconhecíveis. Há o prefeito Adriano (Murilo Benício) e a primeira-dama Isabel (Débora Falabella), que vivem uma relação cheia de segredos. Quem também rouba a cena na estreia é Adalgisa (Mariana Ximenes),uma ex-miss dona de muita atitude. Isso dá riqueza à narrativa, pois fornece material humano que sustenta o mistério.

Os atores, aliás, foram bem escalados. A série mescla veteranos e novatos de maneira bastante harmônica. Entre os mais conhecidos, não há como não destacar Paulo Rocha, irreconhecível como o bruto Joel. O ator vive um tipo completamente diferente de seus personagens anteriores, como o Aranha de O Sétimo Guardião.

Thriller de época

O primeiro capítulo de Se Eu Fechar os Olhos Agora foi bastante eficiente no sentido de segurar o público e prepará-lo para o que vem pela frente. A maneira como o mistério se instalou a partir do encontro do corpo de Anita abre um leque de situações que vai se revelando aos poucos. Os personagens ainda estão sendo apresentados, mas já é possível perceber a mecânica social que envolve São Miguel e como isso pode estar atrelado ao crime que vitimou Anita.

No entanto, a série resvala numa inevitável falta de sutileza em alguns aspectos. Ricardo Linhares, exímio novelista, acaba imprimindo um tom folhetinesco em alguns diálogos, sem permitir ao público tirar suas próprias conclusões. Isso não chega a prejudicar a obra, mas cria um ruído na narrativa.

Mas nada que tire a força de Se Eu Fechar os Olhos Agora. Com bons atores, direção acertada de Carlos Manga Jr. e um roteiro instigante, a minissérie tem tudo para envolver o espectador. Pena que demorou tanto tempo para chegar à TV aberta. Mas antes tarde do que nunca.

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio