Saída de Karol Conká força novas mudanças na dinâmica do BBB 21

Saída da cantora precisará provocar os remanescentes para manter a temperatura

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Se as mais recentes edições do BBB surfaram na onda da polarização, o BBB 21 veio para quebrar isso. É interessante notar que nomes rejeitados estão saindo com, praticamente, 100% de rejeição. A temporada está conseguindo unir torcidas em torno dos mesmos “heróis” e elegendo os mesmos “vilões”.

Neste contexto, a despedida de Karol Conká tem seu ponto positivo e seu ponto negativo. O ponto positivo (se é que podemos chamar assim) é o fato de, justamente, a cantora ter sido eleita tão enfaticamente como grande vilã da edição e, com isso, ter mexido com a torcida. Um BBB que funciona é aquele capaz de mobilizar o público.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Entretanto, há que se considerar que um vilão serve para movimentar a narrativa. Sem alguém para gerar algum tipo de conflito, não há trama. Sendo assim, a ausência de Karol na mansão dos Estúdios Globo proporá uma nova dinâmica para que o BBB 21 não caia no marasmo. Um novo vilão precisará ascender.

Candidatos existem. As tentativas de manipulação de Projota, o jogo duplo de Caio, a “ditação” de regras de Lumena ou os absurdos de Arthur os colocam como prováveis sucessores. Mas é preciso ver como eles vão encarar a saída de Karol e se isso os afetará de alguma maneira. Ou seja, o jogo está sendo forçado a encontrar uma nova direção.

“Plantas”

Em meio a heróis e vilões já eleitos pelo público, chama a atenção a quantidade de “plantas”, ou seja, participantes que estão passando despercebidos e se mantendo no jogo por pura inércia. João, Pocah, Taís e Vih Tube são alguns dos nomes que não disseram a que vieram.

Ou seja, está na hora de figuras menos importantes dentro da narrativa começarem a ir ao paredão (ou a se mexer). Se continuarem indo apenas os protagonistas, o jogo perderá força muito rapidamente. Ainda faltam quase três meses de programa.

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio