Reprise de MasterChef Profissionais não faz sentido

Público já sabe quem venceu a competição

Publicado há 25 dias
Por André Santana
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Sem condições de exibir uma temporada inédita de MasterChef em razão da pandemia de coronavírus, a Band tomou uma atitude um tanto estranha. A emissora passa a reapresentar a primeira temporada de MasterChef Profissionais nas noites de terça. O repeteco está sendo anunciado como um “esquenta” para a nova temporada, ainda sem data para ir ao ar. Trata-se de uma decisão controversa, já que não parece fazer muito sentido acompanhar uma competição da qual já se sabe o final.

O primeiro MasterChef Profissionais foi ao ar em 2016. Apesar de não ter repetido o barulho das edições com amadores, a temporada chamou a atenção do público por seus momentos tensos, que levantou uma série de discussões. A principal se deu em torno de Dayse Paparoto, que foi alvo de vários ataques machistas. E… spoiler! A chef superou as adversidades e se consagrou campeã da temporada.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Num momento em que BBB que chegou ao fim teve a temática do machismo como um de seus pilares, esta edição do MasterChef se mostra com a mesma sintonia. No entanto, um dos motivos do sucesso do talent show é justamente sua capacidade de mobilização, fazendo o público se envolver com os participantes e escolher um deles para torcer. Mas, numa temporada repetida, já se sabe o que acontecerá. Como se envolver assim?

Então, por que reprisar?

A reprise de MasterChef Profissionais pode não fazer muito sentido para o público em geral. Porém, para os fãs, rever uma temporada de um programa querido pode ser uma experiência interessante. Mas há outros motivos para a volta da atração. É uma maneira de manter o hábito da audiência com o programa às terças-feiras (hábito, aliás, que a Band tratou de quebrar ao exibir uma temporada inédita aos domingos no ano passado). Além disso, a emissora sinaliza aos anunciantes que o formato segue firme e forte.

Porém, aos olhos do grande público, rever MasterChef será como provar um prato requentado. Será mais uma em meio a tantas reprises que povoam a TV aberta brasileira neste tempo de isolamento social.

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais