Remake de Sassaricando, Haja Coração se destaca mesmo com romances “originais”

Novela de Daniel Ortiz aposta em novas tramas de amor que agradam o público

Publicado há um mês
Por André Santana
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Remake atualizado de Sassaricando, de Silvio de Abreu, Haja Coração aumentou a dose de romantismo da comédia dos anos 1980. Em sua versão, Daniel Ortiz transformou Tancinha (Mariana Ximenes) numa heroína romântica para agradar o espectador do folhetim tradicional. No entanto, o romance da mocinha acabou ficando apagado diante de histórias de amor criadas pelo novelista, que não faziam parte da obra original.

O grande destaque romântico de Haja Coração é o romance que se estabelece entre Shirlei (Sabrina Petraglia) e Felipe (Marcos Pitombo). Trata-se do típico amor separado pelas diferenças sociais: a mocinha é de origem humilde, enquanto o mocinho é rico, o que gera diversos percalços para o casalzinho.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Shirlei é irmã de Tancinha, e é uma personagem que não existia em Sassaricando. Na verdade, a jovem faz referência à Shirley de Torre de Babel (1998), outra novela de Silvio de Abreu, vivida pela atriz Karina Barum. E, mesmo assim, as duas personagens se parecem apenas no nome e pelo fato de terem uma deficiência na perna. Suas histórias não são as mesmas.

A Shirley de Torre de Babel tinha como principal conflito o fato de ter se apaixonado pelo namorado da irmã, Alexandre (Marcos Palmeira), e sofrer com o fato de o advogado só ter olhos para Sandrinha (Adriana Esteves). A jovem só supera este amor impossível quando engata um romance com Adriano (Danton Mello).

Ou seja, Daniel Ortiz se aproveitou das características da “Shirley original”, mas a colocou dentro de um novo contexto. E esta nova história foi muito bem-aceita pelo público. Na primeira exibição de Haja Coração, Shirlei e Felipe protagonizaram o romance mais apreciado do enredo, tornando-se o famoso “casal Shirlipe”.

Deu tão certo que Ortiz escreveu um novo casal para a dupla de atores em Salve-se Quem Puder, Micaela e Bruno. Porém, desta vez, o romance não vai decolar, já que a atriz Sabrina Petraglia engravidou e precisou se afastar da novela das sete. Quando Salve-se Quem Puder retornar, no ano que vem, Bruno deve ganhar uma nova pretendente.

Outro romance

Outro casal que ganhou certo destaque em Haja Coração foi Giovanni (Jayme Matarazzo) e Camila (Agatha Moreira). Ambos são personagens que têm equivalentes em Sassaricando: Giovanni é a nova versão de Guel (Edson Celulari), enquanto Camila era Camila mesmo, vivida por Maitê Proença.

Mas o casal ganhou uma nova história em Haja Coração. Camila era uma menina fútil e mau-caráter, que se transforma numa pessoa melhor ao perder a memória num acidente. E esta sua nova versão se apaixona por Giovanni, ex-presidiário que foi condenado injustamente por culpa dela. Ou seja, mais um novo romance que teve certo destaque na trama das sete.

Ou seja, por mais que conte basicamente a mesma história de Sassaricando, as tramas que mais funcionaram em Haja Coração foram aquelas que não repetiram situações da novela original. Com isso, Daniel Ortiz já demonstrava que tinha uma boa mão para a criação de romances das sete, o que se confirmou com o sucesso inicial de Salve-se Quem Puder, sua primeira novela 100% original.

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio