Record TV se arrisca ao apostar em reprise precoce de Topíssima

Trama de Cristianne Fridman saiu do ar há pouco mais de um ano

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A Record TV ostenta em sua programação a única novela inédita na TV brasileira neste tempo de pandemia, Gênesis. Mas não conseguiu escapar de promover nova “edição especial” em seu segundo horário de novelas. Com o fim da reprise de Jesus, a emissora optou por escalar uma reapresentação de Topíssima na faixa das 21h45.

Com a escolha, a emissora conseguiu fugir de promover uma “dobradinha bíblica” em sua faixa de novelas. Porém, o fato de Topíssima ser uma novela contemporânea é o único acerto desta reprise. A emissora está trazendo de volta a saga de Sophia (Camila Rodrigues) cedo demais, tendo em vista que Topíssima saiu do ar há pouco mais de um ano.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Ou seja, o público da emissora ainda está com a novela de Cristianne Fridman fresca na memória. Com isso, o apelo junto à audiência fica comprometido. O que pode prejudicar a grade do canal, que tem registrado bons números. Gênesis serviu como alavanca à programação. Mas Topíssima pode se tornar um gargalo.

Sendo assim, a Record TV corre riscos com esta nova reapresentação. A emissora poderia ter desengavetado uma novela um pouco menos recente. Claro, há poucas novelas contemporâneas no acervo da emissora que poderiam render neste horário. Porém, elas existem.

Vitória, por exemplo, é uma novela de Cristianne Fridman que nunca foi reprisada. E que não rendeu bons índices de audiência à época por conta da forte concorrência. Mas, no atual contexto, a concorrência está mais frágil, e há Gênesis como alavanca. A trama teria condições de pontuar melhor. Perderam uma oportunidade.

Gestão Cristiane Cardoso

Ao que tudo indica, a ideia da emissora é seguir dando espaço a novelas que foram exibidas já sob a batuta de Cristiane Cardoso como supervisora de texto. Na atual gestão, mesmo as novelas contemporâneas carregam mensagens evangelizadoras. Topíssima, por exemplo, é inspirada no livro Casamento Blindado, da própria Cardoso.

Já Vitória, Vidas em Jogo ou outras contemporâneas mais “antigas” da Record TV tocavam em temas que hoje parecem vetados na dramaturgia da emissora. O que é uma pena, já que o canal teve uma fase de dramaturgia bastante auspiciosa, com novelas interessantes e até ousadas. É um tempo que não existe mais.

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio