Perto do fim, Sob Pressão ainda tem fôlego para mais temporadas

Publicado há um ano
Por André Santana
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Nesta estreia da anunciada última temporada de Sob Pressão, ficou bastante claro que a série da Globo está saindo de cena cedo demais. A nova leva deixa evidente que a saúde pública brasileira e seus desafios são uma fonte inesgotável de histórias. Ou seja, não faltam temas que poderiam dar sobrevida à série. A maneira como os roteiristas conseguem incorporar ao enredo os fatos da vida real garante o interesse do público na saga de Evandro (Julio Andrade).

A terceira temporada de Sob Pressão, que estreou hoje (02) na Globo, começou mostrando as consequências da greve dos caminhoneiros. A paralisação teve efeitos diretos no trabalho de Carolina (Marjorie Estiano), que enfrentou imensas dificuldades para conseguir salvar a vida de um paciente. Além disso, a jovem médica se viu tendo que lidar com milicianos. Ou seja, mais um tema da série que encontra ecos na realidade.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Assim, a alta dose de realidade injetada nos episódios de Sob Pressão faz com que a série ofereça mais do que mero entretenimento. O programa propõe ao seu público uma oportuna reflexão sobre a saúde pública do país, denunciando os diversos tentáculos que fazem travar o sistema. Deste modo, as vítimas são os doentes inocentes, que dependem das políticas públicas de saúde para sobreviver. Sob Pressão já abordou a corrupção dentro do sistema de saúde. Agora, dá um passo além.

Personagens tridimensionais

Evandro e Carolina são grandes personagens, que dão riqueza às histórias de Sob Pressão. Em meio ao caos de suas profissões, os dois vivem uma relação cheia de obstáculos. O casal luta contra a depressão, os fantasmas passados e a correria de seus cotidianos atribulados. Em suma, são tipos realistas, que driblam o idealismo de seus papéis enquanto profissionais de saúde.

Deste modo, é por estas e outras que Sob Pressão se despedirá cedo demais. Os bons entrechos propostos a cada temporada, seguido de personagens extremamente bem delineados, deixam claro que a série tem envergadura para mais alguns anos. É uma pena que a Globo, enquanto produtora de séries, seja incapaz de levar adiante projetos como este. A decisão de encerrar a série devia ser revista.

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais