Participação de Luciana Braga engrandece Éramos Seis

Publicado há 7 meses
Por André Santana
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Um dos inúmeros problemas familiares que ajuda a embranquecer os cabelos de Lola (Gloria Pires), em Éramos Seis, é a história de amor de Isabel (Giulia Buscaccio). A caçula vive um romance com um homem casado, o que vem gerando uma série de conflitos. E o principal deles é a presença de Zulmira, a mulher de Felício (Paulo Rocha). A nova personagem, que veio para dificultar a vida do casal, é vivida por Luciana Braga, atriz que viveu Isabel na versão do SBT da história. Mais do que uma homenagem, a presença de Luciana é um retorno em grande estilo à Globo desta excelente atriz.

Como Zulmira, a mulher que se recusa a dar o desquite a Felício e não dá folga para Isabel e Lola, Luciana Braga mostra o seu talento. A atriz é ótima vivendo megeras, e desta vez não é diferente. Basta lembrar que seu último trabalho na Globo foi justamente vivendo uma deliciosa megera, a Denise, invejosa vilã de Negócio da China, de 2008. Infelizmente, poucos viram a novela de Miguel Falabella, mas Luciana Braga esteve excepcional na obra. Foi um dos destaques do elenco desta produção, que ficou mais marcada por percalços e baixa audiência.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Depois disso, Luciana Braga se transferiu para a Record TV, onde também fez trabalhos marcantes, como nas novelas Poder Paralelo (2009) e Vidas em Jogo (2011). Porém, seu retorno à Globo chega com um sabor especial. Afinal, ao viver em Éramos Seis a rival de sua própria personagem na versão anterior, Luciana Braga ajuda a engrandecer a novela de Angela Chaves. É uma reverência à novela do SBT, que foi marcada pelo excelente elenco. E uma reverência à própria atriz, que é dona de uma trajetória repleta de bons serviços prestados.

Zulmira

A chegada de Zulmira também ajuda a agitar a reta final de Éramos Seis. A trama, que foi desenvolvida praticamente sem grandes vilões, tem se servido de tipos mais malvados para garantir a ação de seu desfecho. Assim, enquanto Shirley segue armando para separar Lola de Afonso, Zulmira se junta ao time das ex-mulheres inconformadas para prejudicar Isabel.

O amor proibido de Isabel e Felício injetou novas possibilidades à Éramos Seis. Assim, a novela se aproxima de seu desfecho com mais ação, mas sem perder de vista sua proposta de crônica da vida. Isso reafirma o poder magnético do romance de Maria José Dupret.

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo. 

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais