Para “emocionar” o espectador, Eliana faz um programa sem variedades

Publicado há 2 anos
Por André Santana
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Não é de hoje que levar o público às lágrimas é a intenção da grande maioria dos programas dominicais. Eliana, do SBT, não é diferente. A apresentadora foi a última a aderir ao filão, mas atualmente não dispensa uma história “emocionante” em seu programa. E vem dando cada vez mais espaço a estas histórias em sua atração. Para extrair até a última gota, elas são prolongadas até o ponto de aborrecer o espectador.

Neste domingo (22), por exemplo, Eliana ficou mais da metade de seu programa explorando a história de João Pedro, o “menino vaqueiro”. O menino de 12 anos de idade ajuda a cuidar do sítio do avô, enquanto sonha em ser cantor. E, para contar esta história, Eliana fez de tudo. Um repórter mostrou a casa e a vida do menino. Levou-o às ruas da cidade onde vive para mostrar seu talento como cantor. Entrevistou os moradores para falar sobre o garoto. Promoveu uma festa-surpresa de aniversário para seu avô. Fez um “pocket show” com o menino cantando.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Veja também: Marcelo Adnet leva esposa no Tamanho Família e a web reage

Depois, João Pedro esteve no palco ao lado de Eliana, que o entrevistou e reforçou todas as informações já mostradas na matéria. Aí, colocou o menino para participar de “desafios” e concorrer a prêmios. No melhor estilo Boa Noite Cinderela, o menino viu entrar no palco muitas empresas, todas com presentes para ele e sua família. Assim, João Pedro foi o assunto do programa por mais de duas horas, entre 15h30 e 17h45.

Eliana já teve um programa mais variado

Eliana apostar em histórias de emoção já não é algo novo. No entanto, chama a atenção a duração das histórias contadas. O programa do SBT, atualmente, raramente exibe mais de dois quadros ao longo de suas quatro horas. Normalmente, uma história de vida emocionante ocupa a primeira metade do programa. E utilizando uma fórmula que nunca muda: reportagem, música triste ao fundo, desafios no palco e entrega de prêmios. Na segunda parte da atração, entra um quadro mais “divertido”.

Neste ano, Eliana se dividia entre as histórias emocionantes e o (ótimo) quadro Minha Mulher que Manda. Com o fim da temporada deste último, o Famosos da Internet voltou ao programa ontem. E só. Muito pouco para um programa anteriormente caracterizado por ser uma “colcha de retalhos” de atrações. No passado, quatro ou cinco quadros eram apresentados a cada programa. Agora, não mais que dois. Sendo assim, o dominical acabou abrindo mão de várias de suas ideias para explorar um formato que vem cansando. O que não deixa de ser um desperdício.

Veja também: Sem apresentador experiente, Vídeo Show perde relevância

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio