O BBB20 estreou, sem nada de novo no front

Publicado há 9 meses
Por Fábio Costa
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Na noite de ontem, a TV Globo enfim estreou mais uma edição do reality show Big Brother Brasil, ou apenas BBB. Os 18 anos de convivência com o formato cristalizaram essa forma reduzida e, por que não dizer, carinhosa de nomeá-lo. Trata-se da vigésima edição, e o BBB20 tem uma aura de saudosismo ao relembrar diversos elementos de temporadas anteriores. Entre os participantes, por enquanto não há nenhum que já tenha sido hóspede da “casa mais vigiada do Brasil”, o que não deve ser descartado para breve. No entanto, das 18 pessoas já confinadas, divididas em dois grupos, metade supostamente é célebre o suficiente para estar no grupo de nome “Camarote”, ao passo que a outra metade, anônima de pai e mãe, fica no “Pipoca”. Entre atletas, cantores de pouca projeção (atualmente, bem entendido) e influenciadores digitais que influenciam àqueles que sabem quem eles são, fatia fina de um bolo imenso de mais de 200 milhões de indivíduos chamado Brasil, talvez possamos dizer sem susto que os mais célebres do grupo “Camarote” são o ator Babu Santana, que já participou de novelas e foi Tim Maia no cinema, e a cantora e atriz Manu Gavassi. Bianca “Boca Rosa” Andrade também, embora eventualmente em menor grau. Um surfista, um mágico, um ginasta, uma ex-Panicat: claro que eles devem ser conhecidos de uma parcela do público, diretamente interessada em seus ramos de atuação. À parte a dinâmica de “Eu vou jogar” e “Vou mostrar para o Brasil quem eu realmente sou” que conhecemos bastante bem, o que o BBB20 teria de novidade a exibir ficou na promessa. Não é exagero dizer, como já se tem dito, que o elenco ficou mais próximo de uma edição de A Fazenda do que se esperaria do programa apresentado por Tiago Leifert. Mas vamos em frente.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais