Novos capítulos de Salve-se Quem Puder imprimem agilidade à trama

O encurtamento da novela deu mais gás à história principal

Publicado em 1/6/2021
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A volta de Salve-se Quem Puder deu uma nova cara à trama de Daniel Ortiz. A saga das amigas Luna (Juliana Paiva), Kyra (Vitória Strada) e Alexia (Deborah Secco) reestreou num clima de reta final e, por isso, ganhou em agilidade. A história perdeu “gorduras” e ficou mais interessante.

O encurtamento da história, sem dúvidas, apresentou alguns desafios ao novelista. O principal deles foi dar conta de tantos triângulos amorosos, já que cada uma de suas protagonistas tem dois pretendentes. No entanto, Salve-se Quem Puder tem sabido dosar bem as tramas amorosas e o clima de aventura, e a resolução dos conflitos românticos não ficou tão importante.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Neste contexto, o grande acerto da nova fase foi mesmo dar ênfase à trama policial. Caso tivesse seguido sua ideia original, Ortiz revelaria a identidade de seu vilão, Hugo (Leopoldo Pacheco), mais adiante. Assim, a novela teria vários momentos de enrolação, com as famosas gags pouco inspiradas do autor.

Mas, como a novela perdeu capítulos, a revelação foi antecipada, o que deu novos contornos à história principal. Hugo foi alçado ao posto de grande vilão e controla Dominique (Guilhermina Guinle) que, por sua vez, passa a perseguir as heroínas com mais força. Com isso, as três protagonistas partiram para a ação.

Tramas paralelas perderam força

Além disso, a novela está mais enxuta. Nota-se que várias tramas tiveram seus tempos de tela reduzidos, como o núcleo da ginástica artística. E o final antecipado de Micaela, por conta da gravidez de Sabrina Petraglia, também ajudou a história a perder gordura.

Aliás, que bom que isso aconteceu. A história da vingança de Verônica (Marianna Armellini) sobre Micaela era constrangedora e não fazia o menor sentido. Felizmente, com a antecipação do clímax, Verônica já deixou a trama e a atriz está sendo mais bem aproveitada como Marlene, a irmã gêmea da vilã.

Ou seja, com menos capítulos, Salve-se Quem Puder voltou focada, e o novo ritmo fez a trama melhorar consideravelmente. O que nos leva à eterna discussão sobre o quanto o número elevado de capítulos pode prejudicar uma história. Quanto menos capítulos o autor tem para contar sua história, mais ele pode contá-la sem os famosos subterfúgios que levam a barrigas e aborrecimentos.

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio