Nova versão de Éramos Seis acerta com relação entre Lola e Afonso

Publicado há 9 meses
Por André Santana
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Lola (Gloria Pires) já sofreu muito em Éramos Seis. A matriarca da família Lemos já teve que lidar com crises financeiras, brigas entre seus filhos, constrangimentos familiares, traição e a morte do marido Julio (Antonio Calloni) na novela das seis da Globo. E o calvário da costureira e doceira não deve acabar tão cedo, já que novas tragédias acometerão o famoso casarão da Avenida Angélica. Porém, dentre tantas agruras, Lola encontrou no amigo Afonso (Cassio Gabus Mendes) um motivo para sorrir. Esta relação é o grande acerto da adaptação da novelista Angela Chaves.

Como se sabe, Éramos Seis é um dramalhão familiar que atravessa anos. Seja no romance de Maria José Dupré, sejam nas adaptações anteriores realizadas pela Tupi e pelo SBT, a saga de Lola é marcada por muito sofrimento. Afinal, a matriarca luta para manter uma família que, aos poucos, vai diminuindo, sempre acometida por tragédias de todos os tipos. A Lola de Gloria Pires não escapou deste destino. Porém, ela conta com o apoio do vizinho Afonso, que nunca escondeu seu encantamento por ela. Aos poucos, a forte amizade que os une deve evoluir para um relacionamento amoroso.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Afonso

Angela Chaves acertou na concepção de Afonso. Nas versões anteriores, o personagem equivalente ao dono da venda tinha participação menor. Mas Afonso sempre se colocou como um dos protagonistas da atual versão. O vendedor encanta com o belo relacionamento paternal que nutre por Inês (Carol Macedo), sua filha adotiva. E, também, pela grande admiração que tem por Lola, se colocando como o anjo da guarda da costureira em várias situações. O tipo é adorável, e seu jeito boa-praça faz o público torcer por ele.

Assim, é natural que a audiência queira vê-lo feliz ao lado de Lola. E a autora também acerta ao aproximá-los sem pressa, construindo uma relação de amizade verdadeira que vai evoluindo. É bonito de ver.

Gloria Pires e Cassio Gabus Mendes

O texto de Angela Chaves fica ainda maior na boca de Gloria Pires e Cassio Gabus Mendes. Parceiros de cenas em várias outras produções, os atores repetem a infalível química em Éramos Seis. Além disso, eles combinam pela maneira extremamente naturalista de atuações, se apegando a detalhes e construindo personagens que parecem de carne e osso. É fácil se identificar com eles.

Assim, Angela Chaves segue dando sinais de que pretende aliviar o sofrimento de Lola. Infelizmente, a matriarca ainda passará por muitas provações com sua família. Porém, ela não deve passar sozinha por estas situações, encontrando apoio e, quem sabe, amor. Deste modo, a nova versão de Lola pode caminhar para um bem-vindo final feliz.

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais