No olho do furacão, Bom Dia & Cia merecia uma reformulação

Publicado há 8 meses
Por André Santana
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

O infantil Bom Dia & Cia, do SBT, esteve no olho do furacão nas últimas semanas. A atração ganhou ampla repercussão quando a sequência na qual a apresentadora Silvia Abravanel questionava sua produção se ela havia avisado de uma falta ou não viralizou nas redes. O barulho foi tanto que ocasionou num pedido de demissão e um afastamento da apresentadora, que voltou ao ar na última segunda-feira (02). Situação previsível, mas que reforçou uma impressão já antiga: o programa está desgastado e merecia uma reformulação.

Na função de apresentadora desde 2015, depois que Matheus Ueta e Ana Júlia foram afastados, Silvia Abravanel nunca pareceu adequada para a função. Sempre lhe faltou traquejo no trato ao público-alvo. E a situação-limite das últimas semanas mostra bem isso. Além disso, o programa segue sobrevivendo da mesma fórmula de jogos por telefone e desenhos, num formato que está no ar desde 2007. Ou seja, há 13 anos, o Bom Dia & Cia é exatamente o mesmo (inclusive, há desenhos que estão no ar desde antes disso).

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Isso sem falar que o último afastamento de Silvia não foi algo incomum. A apresentadora, de vez em quando, cumpre folgas e férias (o que é absolutamente natural). E, nestes períodos de afastamento, o Bom Dia & Cia fica no ar apenas com os desenhos, sem as “cabeças”. Há alguns anos, havia ao menos a preocupação de substituí-la nas ausências. Os apresentadores mirins chegaram a retornar para cobrir as férias da titular no passado. E até Rebeca Abravanel, atualmente à frente do Roda a Roda, chegou a cobrir uma licença médica de Silvia. O fato de isso não acontecer mais mostra que a própria produção do Bom Dia & Cia trata as “cabeças” do programa como algo dispensável.

Histórico

Isso posto, chega-se à conclusão óbvia: o Bom Dia & Cia é, acima de tudo, uma faixa de desenhos animados. A aparição de uma apresentadora, da maneira como é feita hoje, pouco contribui com os resultados da atração. Sendo assim, se a intenção do SBT é continuar produzindo conteúdo próprio em meio aos desenhos, poderia pensar numa nova solução. Independentemente de Silvia Abravanel permanecer no cargo ou não (tudo indica que sim), o programa poderia encontrar uma solução para deixar a apresentação mais interessante. Em suma, trazer novidades. Os jogos por telefone estão super batidos.

Quando entrou no ar, com Eliana, o Bom Dia & Cia apostava em conteúdo didático e entrevistas. A proposta se manteve, com outro formato, na gestão de Jackeline Petkovic. Mas foi perdendo força nos anos seguintes, quando a atração quase saiu do ar por diversas vezes. O formato de jogos por telefone deu um up no programa, projetando Yudi Tamashiro e Priscila Alcântara. Mas chegou a hora de revê-lo.

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo. 

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais