Na Dança dos Famosos, Adriane Galisteu tem nova chance de emplacar na TV aberta

Publicado há 3 anos
Por André Santana
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Não se pode negar que Adriane Galisteu é uma pessoa persistente. Há anos sem espaço na TV aberta brasileira, a apresentadora nunca escondeu que sonha em voltar a ter um programa numa emissora mais vista. Atualmente no comando do Face a Face, na BandNews, e do Papo de Almoço, na Rádio Globo, Adriane agora poderá ser vista na grande vitrine do Domingão do Faustão, participando da Dança dos Famosos, tendo a chance de ser novamente lembrada pelos canais abertos e pelo público.

Tendo no currículo alguns programas que não deram muito certo, como o Charme, do SBT, e o Toda Sexta, da Band, Adriane Galisteu acabou ficando com o rótulo de “ruim de Ibope” e, consequentemente, de “pé frio”. Com isso, perdeu força na TV aberta, o que sempre pareceu uma injustiça. Afinal, é inegável que Adriane é, sim, uma ótima apresentadora de televisão. Tem presença de palco, se comunica bem com a câmera, é inteligente e articulada. Sempre tocou muito bem os programas que comandou desde que estreou como apresentadora, na CNT.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Com excelentes passagens pela MTV Brasil, RedeTV! e Record, Adriane acabou pagando por um mau passo na carreira. Sonhando ser líder de audiência, a apresentadora resolveu aceitar o convite do SBT e deixar a Record, onde comandava o bom programa noturno É Show. Na TV de Silvio Santos, acabou ficando com um horário “menos nobre”, às tardes, e tendo nas mãos o comando de um programa que nada tinha a ver com ela. Se no É Show ela se dava bem no comando de entrevistas, debates e apresentações musicais, no Charme ela se viu obrigada a comandar jogos por telefone do naipe de “quantos feijões têm na panela?”. A partir daí, nunca mais foi vista numa boa atração.

Nos anos em que ficou no SBT, Adriane se desgastou num embate com Silvio Santos, que a queria num formato semelhante ao Alô Christina, enquanto ela pretendia reeditar o É Show. Quando deixou o canal, se acertou com a Band e lançou o Toda Sexta, outro programa equivocado no qual comandava games sem expressão. Na emissora, esteve ainda à frente do Projeto Fashion, este sim um ótimo formato, mas escondido nas noites de sábado, e o programa de fofocas Muito +. Deixou a Band após outro reality show equivocado, Quem Quer Casar com Meu Filho?.

No ano passado, a imprensa chegou a noticiar que Adriane Galisteu teria se encontrado com Boninho, na Globo, e especulou-se que ela poderia emplacar no canal, no Vídeo Show ou no É de Casa. Não aconteceu, mas eram muitos os comentários de que ela estava cotada para o Dança dos Famosos. Não rolou no ano passado, mas neste ano aconteceu. E seria bem interessante se fosse apenas o primeiro de muitos trabalhos de Adriane na nova emissora. Afinal, o canal tem tanto espaço para apresentadoras sem lá muita expressão (como várias que passaram pelo Vídeo Show nos últimos anos), enquanto Adriane, que é talentosa, segue sem espaço.

O Vídeo Show, por exemplo, carece de uma apresentadora de verdade desde a saída de Mônica Iozzi. De lá para cá, a emissora testou humoristas e atrizes na bancada, em vez de colocar uma apresentadora de carreira. Adriane, sem dúvidas, faria um bom trabalho ali. Fora que ela já dividiu a cena com Otaviano Costa, no especial Bahia 50 Graus, na Record, e a parceria funcionou.

Aliás, outra apresentadora talentosa que pode ser vista num talent show do canal é Sabrina Parlatore, musa da MTV Brasil, e com boas passagens pela Band e TV Cultura. Sabrina é outro talento que poderia ser aproveitado no canal após o término do Popstar.

Com Carinha de Anjo, SBT aprimora sua teledramaturgia infantil

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais