Mudanças mostram que Record não tem cacife para manter dois horários de novela

Publicado há 3 anos
Por André Santana
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Depois da notícia do cancelamento (ou adiamento) de Topíssima, trama que substituiria Belaventura no horário das 19h30 da Record, a emissora anunciou sua nova grade de programação que valerá após o encerramento da história de Gustavo Reiz. A princípio, a faixa de novelas não deve morrer, pois a reprise de Os Dez Mandamentos, atualmente exibida às 18h15, será empurrada para mais tarde.

Na nova grade da emissora, o Cidade Alerta volta a ocupar grande parte do fim de tarde e início de noite, que entregará para Os Dez Mandamentos às 19h45. Com isso, o jornal local SP Record, lançado com pompa no ano passado, será limado da programação. Ou seja, a Record corrige as mudanças equivocadas feitas no ano passado, quando encurtou o Cidade Alerta e lançou a reprise de Os Dez Mandamentos na tentativa de qualificar a grade. Apesar da boa intenção, as mudanças fizeram a audiência do horário nobre do canal despencar.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Ou seja, dentre mortos e feridos, o que se conclui é que, por enquanto, o horário de novelas das 19 horas não vai acabar. No entanto, mais uma vez, a Record recorre a uma reprise para cobrir sua falta de capacidade de manter dois horários de novelas inéditas simultaneamente. E vale lembrar que a faixa das 19 horas foi criada numa situação emergencial, para escoar Escrava Mãe, que estava totalmente gravada, mas perdeu vez na fila das 20 horas para folhetins bíblicos.

Como Escrava Mãe emplacou, veio o projeto de Belaventura para sucedê-la. Mas a nova trama sofreu adiamentos e atrasos, fazendo com que o canal recorresse à reprise de A Escrava Isaura para preencher o horário. Belaventura entrou depois, e toda concluída. Ou seja, havia tempo hábil para a gravação de sua sucessora. E Topíssima já estava em produção, com elenco escalado e tudo. Mas foi adiada para sabe-se lá quando.

Ou seja, está bastante claro que o canal ainda não consegue manter duas novelas inéditas no ar simultaneamente, e as duas faixas com produções contínuas. Sendo assim, por que não concentrar esforços numa única faixa? Afinal, o horário das 20h30 já passa por uma crise por conta do parco desempenho de Apocalipse. A impressão que fica é que a Record está querendo dar um passo maior do que a perna. E não está conseguindo. Complicado.

O Outro Lado do Paraíso: autor erra ao transformar a história de Samuel em pastelão

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio