Morno, Famílias Frente a Frente termina sem dizer a que veio

Publicado há 10 meses
Por André Santana
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Assim como um prato insosso, o reality gastronômico Famílias Frente a Frente, do SBT, não empolgou quem experimentou. A estreia de Tiago Abravanel como apresentador na emissora do avô Silvio Santos não disse a que veio, e por uma série de motivos. Horário pouco convidativo, formato não condizente com o espaço e o desgaste das competições de culinária ajudam a explicar o parco desempenho do FFF, que estreou cercado de expectativas.

Famílias Frente a Frente não foi um programa ruim. Na realidade, o formato combina bastante com o SBT. Isso porque há uma mistura interessante entre o game show familiar e a competição na cozinha. E a emissora tem um histórico de games envolvendo famílias, sobretudo nos mais variados quadros já exibidos no Programa Silvio Santos. Com isso, foi divertido acompanhar a correria das famílias diante do fogão tendo que preparar os mais variados pratos. Outro acerto foi apostar numa culinária mais próxima da “vida real”, fugindo um pouco da alta gastronomia.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Justamente por conta destas características, FFF acabou sendo prejudicado pelo dia e horário de exibição. Uma competição entre famílias, com o perdão da redundância, tem um apelo familiar evidente. Ou seja, devia estar num horário mais compatível com a proposta. No mínimo, deveria ser exibido mais cedo.

Cozinha por todos os lados

Como se não bastasse, FFF estreou num momento delicado para talent shows de culinária. Há um evidente desgaste da fórmula, que parece não ter mais a mesma força de antes. O MasterChef, da Band, também teve uma temporada de fraca audiência. E até a Globo não foi feliz com os resultados de Mestre do Sabor, sua aposta no segmento. Top Chef, da Record TV, também passou quase despercebido.

Mesmo assim, o SBT dá sinais de que pretende apostar numa nova temporada do FFF. A emissora deve, então, procurar aprender com os erros e corrigi-los, para tornar o programa mais convidativo. Fugir do fim da noite de sexta-feira já deve ajudar bastante.

Tiago Abravanel

O neto de Silvio Santos não decepcionou à frente de um programa na TV. Tiago Abravanel é carismático, tem repertório e boa comunicação. No entanto, Famílias Frente a Frente explorou pouco o seu potencial. Tiago foi apenas um bom mestre de cerimônias, interagindo com as famílias e os jurados Alê Costa, Carmem Virgínia e Gilda Bley. Mas não teve espaço para mostrar mais de suas habilidades.

Sendo assim, seria interessante que Tiago buscasse outros formatos para apresentar. Um game show, como os comandados por suas tias Patrícia Abravanel e Rebeca Abravanel, poderia ser uma boa oportunidade para que ele exercitasse seu jogo de cintura diante de uma plateia. Ele pode mais.

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais