Mais do que você gosta.
Assine o Star+
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
como está fica

Marcos Mion mantém o pique no Caldeirão e tirá-lo dali será um grande erro

O apresentador comanda um programa redondo e merece ficar onde está

Publicado em 25/09/2021
Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Prestes a completar um mês no comando do Caldeirão, Marcos Mion já tomou o programa para si. À vontade no palco que herdou de Luciano Huck, Mion apresenta um programa redondo, divertido e com a cara dele. Por isso, a Globo errará feio se tirá-lo dali.

Quando anunciou que Marcos Mion assumiria o programa do sábado, a Globo avisou que o apresentador ficaria ali até dezembro. Com compromissos já engatilhados no Multishow, Mion, a princípio, migrará para o canal pago do grupo, onde deve comandar um reality show e um programa de variedades. Enquanto isso, o nome de Ivete Sangalo surgiu como o mais cotado para os sábados da Globo em 2022.

Continua depois da publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Entretanto, o canal erraria feio se mantivesse esse plano inicial. Nada contra Ivete Sangalo, que está bem no The Masked Singer Brasil. Mas o que a Globo conquistou com Marcos Mion no Caldeirão é algo raro. Poucas vezes se viu um novo apresentador assumir uma atração tradicional de uma maneira tão harmônica, suave e certeira.

Normalmente, nenhum programa de variedades estreia pronto. Depois que entra no ar, um programa novo é submetido à avaliação pública e, a partir daí, surgem ajustes naturais. O Caldeirão do Huck, há 21 anos, passou por várias mudanças até entrar nos trilhos e se consolidar como líder de audiência em seu horário de exibição.

Neste contexto, Caldeirão com Mion é uma exceção à regra. O programa ainda está em sua quarta semana, e já se mostra maduro. Caldeirão tem ritmo, com quadros redondos, convidados à vontade e um apresentador que parece estar ali há anos.

Sendo assim, seria um grande desperdício abrir mão de Mion no auge de sua carreira como animador popular para escondê-lo na grade irregular do Multishow. O apresentador merece ficar onde está, e ter a oportunidade de evoluir ainda mais com o Caldeirão. O programa é um dos grandes acertos da Globo em 2021, e encerrar isso de supetão pode custar caro à emissora.

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio

Deixe o seu comentário

Em Alta

Carregando...

Erro ao carregar conteúdo.

Publicidade
Não foi possível carregar anúncio
Publicidade
Posting....