Lola “empoderada”: Gloria Pires acerta o tom em Éramos Seis

Publicado há 9 meses
Por André Santana
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Não é novidade que Gloria Pires é uma atriz de grandes recursos e capaz de fazer qualquer papel. No entanto, sua extensa galeria de personagens sempre foi marcada por mulheres ousadas, sejam mocinhas ou vilãs. Por isso, sua escolha para viver a submissa Lola, de Éramos Seis, causou estranheza em alguns. Mas, neste momento da novela de Ângela Chaves, Lola mostra a sua força para manter a família de pé. Com isso, Gloria Pires dá o seu olhar à personagem, que ganha mais vigor.

Desde o início da novela das seis da Globo, Lola se mostrou menos submissa em comparação às versões anteriores da personagem. Apesar de ser uma dona de casa clássica, que vive para a família, Lola não baixava a cabeça diante das dificuldades. Nem sempre enfrentava o marido, Julio (Antonio Calloni). Mas não por submissão. Ela tinha seu próprio jeito de enfrentá-lo, batendo de frente apenas quando necessário.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Porém, a morte do patriarca gera profundos conflitos dentro da família Lemos. Sozinha e endividada, Lola se vê tendo que tomar as rédeas da casa. E é neste momento no qual a heroína precisa dizer a que veio que Gloria Pires mostra porque era a escolha óbvia para viver o papel. Com a imensa capacidade de se expressar apenas com o olhar, Gloria estampa em seu rosto as inseguranças da matriarca. Mas, ao mesmo tempo, imprime em Lola uma ponta de força e esperança, que deve resultar numa reviravolta. O resultado: um dos melhores trabalhos de Gloria Pires na TV dos últimos anos.

“Nova” Lola

A postura menos submissa de Lola, somada à interpretação naturalista de Gloria Pires, dá contornos inéditos à personagem. Entre as novidades da nova versão, aparece até mesmo um interesse amoroso para a dona de casa. Sua amizade com Afonso (Cássio Gabus Mendes) parece caminhar rumo a um relacionamento mais sólido. Com isso, Lola pode até mesmo aparecer mais ousada que em suas versões anteriores.

Caso esta novidade se confirme, a atual versão de Éramos Seis pode tomar um rumo bem diferente das anteriores. Até porque a autora Ângela Chaves já declarou que um final feliz poderia acontecer nesta versão, diferentemente das demais. Será que esta Lola mais forte terminará a história sorridente, ao lado de um novo amor? Isso pode ser interessante.

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais