Lady Night na Globo é experiência bem-sucedida entre canal aberto e Globosat

Publicado há 9 meses
Por André Santana
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Recentemente, a Globo colocou em prática o projeto “Uma Só Globo”, que torna vários braços do Grupo Globo uma única empresa. Para o espectador, o resultado prático disso é uma maior integração entre produções da TV Globo, dos canais Globosat e outras plataformas. Neste contexto, Lady Night surge como uma experiência muito bem-sucedida. A produção original do Multishow encontrou seu público na TV aberta e acaba de lançar sua segunda temporada na TV Globo.

O talk show de Tatá Werneck é um programa do Multishow, com produção da Floresta e gravado nos Estúdios Globo. Ou seja, é um produto que envolve vários parceiros, desde o início. Feito para a TV paga, Lady Night reuniu qualidades que o colocaram como uma excelente experiência para a TV aberta. Afinal, trata-se de um produto de apelo popular, muito bem-feito e que conta com uma apresentadora bastante querida pelo público da TV Globo.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Assim, Tatá Werneck rompeu barreiras e conquistou um espaço na linha de shows da Globo que abriu um caminho sem volta. Com a unificação das empresas, deve se tornar mais comum um produto realizado para várias janelas de exibição, e não apenas um único canal. Isso é bom, já que vai permitir que os canais pagos do grupo sirvam como um espaço experimental. Trata-se de uma otimização de produção que pode viabilizar novas parcerias e, consequentemente, novos programas. O público só tem a ganhar com isso.

Nova temporada de Lady Night

Com o bom desempenho de Lady Night na grade da Globo do ano passado, que fez até sua exibição ser prolongada, o talk show volta com novos episódios, já exibidos no Multishow. Mesmo não sendo inédito para todos, é sempre interessante ver as entrevistas de Tatá Werneck. Afinal, o bate-papo inusitado, que busca desconstruir o convidado, não envelhece.

Tatá Werneck é um talento. Tem uma metralhadora verborrágica que não perdoa nada, e nem ninguém. Assim, nada mais natural que o merecido espaço que ela alcançou, tornando-se anfitriã de seu próprio programa, chegue ao amplo público da TV aberta. Ela merece esta consagração.

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais