Jurados “generosos” e caracterização equivocada marcam Show dos Famosos

Publicado há um ano
Por André Santana
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Não há dúvidas de que o Show dos Famosos é um acerto do Domingão do Faustão. O quadro que coloca artistas à frente de shows onde precisam homenagear outros cantores é uma competição de inegável graça e apelo. Entretanto, o quadro tem alguns problemas que poderiam ser contornados, no sentido de apimentar a disputa. Jurados menos “amigáveis” e uma caracterização mais clean poderiam aperfeiçoar a atração da Globo.

Desde que estreou, há três anos, o Show dos Famosos já aborrecia o público com as análises do júri. Sobretudo as avaliações de Claudia Raia e Miguel Falabella sempre são alvo de críticas acerca da parcialidade. Na temporada 2019, os elogios rasgados à Danielle Winits por parte da dupla nem sempre pareceram sinceros.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Além disso, recentemente, o site Notícias da TV revelou que os jurados do Show dos Famosos só podem dar notas de 9 a 10. Ou seja, a própria regra do quadro já induz os jurados a “pegarem leve” com as avaliações. O que é uma pena. Seria bem mais interessante para a disputa se a o veredicto fosse feito de maneira mais contundente, como acontece nos talent shows com anônimos. Claro, sem grosseria, mas com conselhos que realmente acrescentassem na evolução dos participantes. Boninho até procura fazer isso, mas de maneira mais polida do que poderia ser.

Maquiagem over

Outro problema do Show dos Famosos é a caracterização, por vezes demasiadamente exagerada. A equipe de maquiagem da atração busca se aproximar ao máximo do artista homenageado. Assim, quase sempre, utilizam próteses e máscaras faciais, na tentativa de fazer o rosto do participante ficar parecido com o do artista. E o resultado nem sempre é agradável aos olhos.

Isso porque as máscaras acabam dando um ar fake ao artista. Com isso, chamam a atenção do público, mas pelo motivo errado. Fica difícil para quem assiste enxergar o homenageado, quando a máscara aumenta a sensação de incômodo. Sendo assim, a competição ganharia se apostasse numa maquiagem mais clean, sem a necessidade de ficar idêntico ao ídolo.

Mas estes problemas não tiram o brilho do Show dos Famosos. O quadro consegue mexer com a audiência e a manter o frescor do Domingão do Faustão. Não por acaso, o dominical completa 30 anos vivendo uma de suas melhores fases.

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio