Império é um novelão clássico, mas com furos imperdoáveis ao longo dos capítulos

Novela tem seu valor, mas Aguinaldo Silva perdeu a mão em alguns pontos da trama

Publicadohá pouco tempo
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Agilidade no desenrolar da trama, amor e ódio no limite, traição, vingança, belas tomadas de imagens aéreas e boas atuações marcam Império, novela que reestreia às 21h, na TV Globo, nesta segunda-feira (12). Exibida originalmente entre 2014 e 2015, a reprise da trama de Aguinaldo Silva substitui Amor de Mãe.

Comum nas obras de Aguinaldo Silva, o sotaque nordestino não poderia faltar, o texto primoroso do autor (até aquele momento) e a direção coerente de Rogério Gomes contribuem para a atmosfera já familiar para o público das tradicionais novelas da TV Globo. Mas com alguns furos que só serão perceptíveis no decorrer dos capítulos.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No primeiro capítulo de Império, que começa nos dias atuais (2014), mas logo volta ao passado, o destaque fica para a atuação de Marjorie Estiano, a vilã Cora. A julgar pelo nível de maldade que a atriz impôs à personagem, era possível afirmar que quando chegasse na segunda fase da trama, Drica Morais botaria pra quebrar. Mas não foi o que ocorreu e a decepção foi grande.

Vale lembrar que depois de alguns capítulos, Drica deixa a novela por motivos pessoais e a própria Marjorie segue fazendo a personagem, o que de certa forma quebrou o clima e causou um enorme estranhamento no público. Não fosse isso, seria possível afirmar que essa megera entraria para a lista das maiores vilãs da teledramaturgia, lado a lado com Nazaré, Carminha, Flora e Odete Roitman.

Vanessa Giácomo, já esteve melhor em outros papeis. Em Império ela vive a boba e apaixonada mocinha Eliane, que na segunda fase é vivida por Malu Galli. Os pares românticos de Vanessa, Chay Suede (José Alfredo) e Thiago Martins (Evaldo) deixam a desejar, não estavam à altura das companheiras de cena, especialmente Chay, que nessa época fez sua estreia na TV Globo e ainda precisava amadurecer como ator. O que aconteceu posteriormente, como foi possível ver com ele no papel de Danilo/Domênico.

A maior parte do primeiro capítulo gira em torno do romance entre Eliane, casada com Evaldo e o cunhado José Alfredo, com forte interferência da vilã Cora. Na parte final, já é possível saber como começou o início do império de José Alfredo, que dá nome à trama.

Para completar, Império ainda tem a honra de presentear o público com a participação especial de dois monstros sagrados da teledramaturgia, Reginaldo Faria (Sebastião Ferreira) e Regina Duarte (Maria Joaquina).

O cuidado com os cenários e figurinos de época, fotografia e trilha sonora ficam evidentes logo de cara. Por falar em trilha, Império não faz questão de trazer musicas novas e abusa de sucessos do passado. O grande destaque fica para a música de abertura e fundo das cenas de amor do casal Eliane e José Alfredo, Lucy in the sky with diamonds, dos Beatles. Na segunda fase nomes atuais como Rihanna, Shakira, Beyoncé, Ariana Grande e Iggy Azalea também estarão na trilha.

Apesar de toda a qualidade demonstrada, a audiência de Império na época de sua estreia, em 2014, não foi das melhores, pelo contrário, foi a pior estreia da história da Globo no horário. Ao todo, foram 30.5 pontos de média com 33.3 de pico e 47.4% de participação. No mesmo horário, o SBT obteve o segundo lugar com 6.6 pontos contra 5.3 da Record, 1.8 da TV Cultura, 1.4 da Band e 0.7 da RedeTV!. Mas ao final, em 2015, a novela cumpriu seu papel de alavancar a audiência do horário.

Nas redes sociais a repercussão da estreia foi super positiva na época e Império ficou entre os assuntos mais comentados da noite. Ao longo de sua exibição a novela também causou nas redes sociais, devido a muitas situações controversas que o público não engoliu.

A primeira fase da trama, que dura 3 episódios são bastante ágeis e gera uma grande expectativa para a próxima etapa, quando entram nomes de peso como Alexandre Nero (José Alfredo), Lília Cabral (Maria Martha) e grande elenco. Mas vamos com calma, nem tudo que parece, de fato é na novela Império e alguns podem se decepcionar, como aconteceu na exibição original.

Na época, Aguinaldo prometeu um novelão para os órfãos de uma boa trama e cumpriu em parte. Mas foi ali também que iniciou sua derrocada como autor, que degringolou posteriormente em O Sétimo Guardião.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio