Entrada de Jonas Bloch agita Bom Sucesso

Publicado há um ano
Por André Santana
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

No ar há algumas semanas, Bom Sucesso dá sinais de que não deve decepcionar o público que conquistou. Isso porque a história de Rosane Svartman e Paulo Halm vem conseguindo manter a temperatura em alta, com acontecimentos pontuais que chacoalham a trama. A entrada de Jonas Bloch, vivendo o vilão Eric Feitosa, é um destes novos fatos que dão novos rumos à saga de Paloma (Grazi Massafera) e Alberto (Antonio Fagundes).

Eric entrou recentemente na novela das sete da Globo, mas mostrou que não está para brincadeira. O novo vilão chega para se aproveitar do momento frágil de Alberto, que enfrenta uma doença terminal ao mesmo tempo em que vê sua editora Prado Monteiro à beira da falência. Eric é um típico vilão vingativo: quer tirar tudo de Alberto porque foi prejudicado por ele no passado. Alberto prometeu publicar um livro de Eric, o que não aconteceu, e ainda se apaixonou por Cecília, que era noiva dele.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Ou seja, Feitosa é o típico magoado, que busca agora dar o troco pelos revezes causados por Alberto. E a vingança vem para irrigar com novos conflitos a história central de Bom Sucesso. Trata-se de uma história interessante, e que ganha força com a interpretação dos atores envolvidos. Antonio Fagundes vive um de seus melhores trabalhos na TV. Enquanto isso, Jonas Bloch, ator veterano de excelentes serviços prestados, tem aqui a chance de emplacar um personagem de maior visibilidade. Nos últimos anos, ele vinha surgindo em novelas com papéis menores.

Participação especial

Eric Feitosa não deve ficar muito tempo em Bom Sucesso. A passagem de Jonas Bloch pela trama é pontual. No entanto, trata-se de uma história de forte impacto, que deve reverberar e dar novos contornos à história de Alberto e Paloma. Isso porque a rivalidade entre Feitosa e o dono da editora mostra que Alberto tem seus assuntos mal resolvidos do passado. A trama revela uma faceta não tão doce do livreiro.

Deste modo, esta atual busca por uma vida mais simples e completa faz ainda mais sentido. Alberto é um homem vivido e que, aparentemente, lida com culpas passadas. A vingança de Feitosa, neste contexto, ajuda o espectador a dimensionar a trajetória do empresário, dando novos significados ao seu atual momento. E, principalmente, ao seu encantamento por Paloma. E é esta capacidade de traduzir emoções humanas que faz de Bom Sucesso a novela deliciosa que é.

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais