Em temporada difícil, Fernanda Lima evolui à frente de Amor & Sexo

Publicado há 2 anos
Por André Santana
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Assistir às reprises do Amor & Sexo veiculadas no canal Viva é um exercício interessante. O repeteco oportuniza notar a evolução do formato, que passou de um banal game show comportamental para um contundente debate de ideias. No entanto, não foi apenas o formato que evoluiu. Fernanda Lima, a cada ano, mostra cada vez mais firmeza e maturidade à frente da atração.

Contratada da Globo desde 2005, Fernanda Lima sempre foi um curinga dentro da programação do canal. Inicialmente, foi requisitada para cobrir a licença-maternidade de Angélica à frente do Vídeo Game. Em seguida, aventurou-se como atriz de novelas, nos elencos de Bang Bang e Pé na Jaca. Paralelamente, surgia à frente de séries e especiais, como o saudoso docudrama Por Toda Minha Vida. Em 2009, finalmente ganhou um palco para chamar de seu, o Amor & Sexo.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Leia também: Amor & Sexo encerra temporada perdendo telespectadores para Programa do Ratinho

Por circular livremente pelo entretenimento da Globo sem um terreno fixo, Fernanda Lima era vista como uma espécie de “mestre de cerimônias”. Foi somente quando chegou ao Amor & Sexo que ela se viu livre para exercitar sua porção de comunicadora. Neste contexto, programa e apresentadora evoluíram juntos. De repente, Amor & Sexo ganhou um propósito mais engajado e informativo. E a apresentadora vestiu esta missão. Foi um feliz caso em que formato e apresentador se tornam uma coisa só. O discurso de Fernanda se alinhou ao discurso do programa. Amor & Sexo, então, se tornou o “programa da Fernanda Lima”.

Os desafios de Fernanda Lima à frente do Amor & Sexo

Fernanda Lima e seu programa se tornaram uma coisa só. Ao assumir também a redação da atração, junto com os roteiristas Antonio Amancio, Paola Lins, Daniela Amorim, Maria Nattari, Milly Lacombe e Patrick Sampaio, os ideais de Amor & Sexo ficaram ainda mais alinhados aos da apresentadora. Isso deu substância para que o que era dito por Fernanda à frente do programa imprimisse mais credibilidade. É um texto pronto, mas que cabe perfeitamente à boca da artista.

Assim, Fernanda Lima chegou ao auge de sua maturidade como apresentadora de TV. Não somente no discurso, mas também no domínio de seu palco e de suas atrações. Fernanda não somente abarca sua fala, mas também sabe interagir com a plateia e seus convidados. Além disso, claramente se diverte em cena. Mostra uma porção de animadora cada vez mais evidente, orquestrando bem os momentos de diversão e informação do programa.

Na última terça-feira (11), ela encerrou mais uma temporada de Amor & Sexo. A mais difícil temporada da atração, sem dúvidas. O programa enfrentou a baixa audiência, um patrulhamento conservador e o desgaste natural da fórmula. E Fernanda Lima saiu por cima em meio a este furacão, o que evidencia mais ainda sua maturidade profissional. Assim, justamente pela capacidade do formato de provocar reação, sua relevância ainda deve ser considerada. É um programa necessário.

Leia também: MasterChef Profissionais termina com pouca repercussão

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio