Em sequência emocionante, Os Dias Eram Assim passa importante alerta sobre a Aids

Publicado há 3 anos
Por André Santana
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A trama de Os Dias Eram Assim vem andando em círculos há um bom tempo, mas de vez em quando o texto de Angela Chaves e Alessandra Poggi consegue ir fundo na emoção e na informação. Isso ficou evidente no capítulo exibido ontem (21), quando Nanda (Julia Dalávia) foi diagnosticada com o vírus HIV. Nos anos 1980, quando a trama se passa, a doença era uma grande novidade e vinha envolta em mistérios e preconceitos.

Há algumas semanas, Nanda já vinha aparecendo com uma série de sintomas. Quando finalmente procura um médico, após insistência de sua mãe Kiki (Natália do Vale), vem o diagnóstico, que cai como uma bomba. A moça cai numa tristeza profunda, traduzida ao público em cenas emocionantes. Depois, arisca, expulsa o namorado de seu quarto. Despida, percebe em seu corpo os sinais da doença. Por fim, conta à família seu diagnóstico, numa cena emocionante. As lágrimas correntes e o sentimento de culpa de Nanda, somadas ao desespero de Kiki e a incredulidade de sua irmã Alice (Sophie Charlotte), foram de dar um nó na garganta.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Costurando todas estas sequências, muitas imagens dos anos 1980, com cenas de telejornais e programas de TV explicando ao público o que era, afinal, a “tal” da Síndrome da Imunodeficiência Adquirida. Imagens de Leilane Neubarth, Caco Barcellos e de Tony Ramos da época foram mescladas ao drama de Nanda. Ao final, um letreiro informava ao público: “a Aids ainda não acabou”.

Passaram-se 30 anos desde que o surgimento da Aids era essa “novidade”. Hoje sabe-se muito sobre ela, suas formas de contágio (e de prevenção), e que existe tratamento, embora ainda não haja cura. Tantos avanços podem ter dado a impressão, para os mais desavisados, que a doença já desapareceu. Não é verdade. O capítulo de Os Dias Eram Assim, portanto, deixou claro ao seu público de que o assunto, embora não seja mais uma novidade, ainda é importante. A prevenção segue necessária. Foi um excelente alerta.

Completando 12 anos aos domingos, Eliana firma-se como grande nome da TV

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais