É uma vitória o público aceitar Ivana, que entra para a história

Publicado há 3 anos
Por Endrigo Annyston
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Mais que a excelente forma como Gloria Perez conduz Ivana e a desenvoltura de Carol Duarte no papel em A Força do Querer, é impressionante a reação positiva do público.

Em Babilônia, por exemplo, duas senhoras se beijaram e os telespectadores protestaram. Atualmente, com as redes sociais, ficou ainda mais fácil para os que não aceitam o que é mostrado em um folhetim fazerem barulho.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Mas a questão é que Gloria construiu Ivana aos poucos, com os que acompanham a trama conferindo o passo a passo de suas descobertas, até que concluísse ser transexual. Ou seja, diferente do que ocorreu em Babilônia, quando o beijo gay foi veiculado logo no primeiro capítulo.

E dessa vez, estamos diante de um tema ainda mais polêmico, já que está nos planos de Ivana retirar os seios, como fez Thammy Miranda na vida real. Ainda assim, o debate tem sido positivo e, quem sabe, essa aula sobre transexualidade em horário nobre colabore para diminuir os índices de assassinatos, suicídios ou ataques homofóbicos verbais e físicos.

A propósito de Carol Duarte, ela e Ivana entram para a história da teledramaturgia nacional. A cena em que ela corta os cabelos, feliz por ter se encontrado, certamente será lembrada ao longo dos próximos anos tal qual a de Camila, de Laços de Família, que também tocou o público.

Revelação de 2017, Carol merece o sucesso que está fazendo!

Audiência da TV (29/08): Revelação de Ivana faz A Força do Querer bombar

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais