“Devagar quase parando”, A Fazenda 12 caminha para uma final previsível

Resultado da Roça reforça favoritismo de Biel e Jojô

Publicado há um mês
Por André Santana
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

A eliminação de Jakelyne em A Fazenda não apenas marcou a despedida de uma das últimas boas personagens desta edição do reality show, como definiu uma possível (e previsível) final. Biel e Jojô Toddynho, que venceram a Miss na Roça mais recente, despontam como favoritos, mesmo sem grandes feitos para isso.

Mergulhada no marasmo desde a eliminação precoce de nomes como Cartolouco ou Luiza Ambiel, A Fazenda 12 tinha em Jakelyne uma das poucas participantes a ainda movimentar o jogo. Flertando com a vilania, a jovem deu algum tempero ao atual momento da atração. No entanto, pecou ao se manter na surdina. Acabou desperdiçando um claro potencial.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Enquanto isso, A Fazenda vai sendo levada em banho-maria. Não há maiores esforços por parte da produção, e nem mesmo dos participantes, no sentido de oferecer algum entretenimento ao público. Fica a impressão de que a Record TV até prefere ter menos assunto a mostrar, já que sobra mais espaço para publicidade. O sucesso comercial desta edição é incontestável.

Finalistas?

Permanecendo no jogo, Jojô Toddynho e Biel reforçam a imagem de favoritos. Os cantores têm uma boa fanbase e parecem, ao menos, garantidos na final. Algo questionável, se levarmos em consideração que nenhum dos dois teve grandes feitos dentro de A Fazenda.

Biel praticamente se escondeu. O cantor entrou disposto a limpar sua imagem no reality e evitou polêmicas. Ao que tudo indica, a estratégia tem funcionado, e o artista tem boas chances de sair consagrado da edição.

Figura mais interessante é Jojô. A artista se mostrou verdadeira e muito divertida, proporcionando bons momentos no decorrer da temporada. Entretanto, até ela perdeu fôlego nesta reta final. Talvez o discurso de Marcos Mion pedindo que ela “segurasse a onda” tenha afetado sua confiança, o que é uma pena.

Fica a torcida para que esta vitória na Roça recoloque Jojô de volta ao jogo. Já que a previsibilidade parece irreversível, que ao menos o show seja minimamente divertido. O público merece.

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio