De volta, Laços de Família é a novela mais bem-resolvida de Manoel Carlos

A Helena de Vera Fischer é uma das melhores personificações da heroína

Publicado há 15 dias
Por André Santana
Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

De volta às tardes da Globo no Vale a Pena Ver de Novo, Laços de Família não é um clássico por acaso. Dentre as tantas tramas de Manoel Carlos que contam a história de uma Helena que vive no Leblon, bairro da Zona Sul carioca, esta é uma das mais redondas e bem-resolvidas.

Isso porque a heroína da vez, a Helena de Vera Fischer, está entre as melhores personificações da personagem. Esta Helena é independente, madura e segura de si. É mãe dedicada, mas também uma mulher que vive suas paixões, seus desejos e suas vontades. Em suma, uma mulher contemporânea.

Continua depois da publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Mas ela não é perfeita. Esconde dos filhos segredos do passado, que se vê obrigada a revelar no decorrer da trama. Por outro lado, mostra-se a menos egoísta das Helenas. Ela não é a única a fazer tudo pela filha, mas é a que faz com mais desprendimento. A Helena de Vera Fischer não abre mãe de “apenas” um amor pela filha, mas de dois: Edu (Reynaldo Gianecchini) e Miguel (Tony Ramos).

Manoel Carlos já declarou que escreveu esta Helena para Vera Fischer. E que, se ela não pudesse fazer, ele escreveria outra novela. Na época da trama, em 2000, Vera ainda enfrentava os respingos da crise de Pátria Minha (1994), trama na qual o autor precisou matar sua personagem. Depois disso, a atriz nunca mais fez uma novela inteira, apenas participações. Com isso, sua escalação gerou dúvidas e inseguranças.

Porém, poucas vezes se viu uma escalação tão acertada. Vera é o tipo certo para esta Helena: passa o ar maduro e contemporâneo que o perfil da personagem pede. E é, também, bela, sexy, capaz de despertar paixões num jovem médico e num maduro livreiro. Há que se considerar que Vera Fischer nunca foi uma atriz de grandes recursos. Mas é luminosa, carismática e convence na pele desta mulher.

Protagonista absoluta

Assim, a Helena de Laços de Família foi uma sucessão de acertos, de sua concepção à escalação certeira da atriz. E, para completar o sucesso, a personagem é a dona da novela. Laços conta com tramas paralelas fortes, mas a protagonista circula harmonicamente por todas elas.

A força de Helena e sua presença constante em toda a novela, que tem poucos, mas bons personagens, faz de Laços de Família uma novela muito bem construída. Isso se reflete na condução da história, que se desenrola sem pressa, mas com elementos capazes de envolver o público.

Por isso, Laços de Família é uma novela que resume bem o melhor de Manoel Carlos. E este é o principal motivo para que revisitá-la vale, sim, a pena.

*As informações e opiniões expressas nessa crítica são de total responsabilidade de seu autor e podem ou não refletir a opinião deste veículo.

Publicidade

Carregando...

Não foi possível carregar anúncio

Carregar mais